Publicidade

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 bolsa, EUA, Investimentos | 14:01

Economia dos EUA surpreende porém lucros devem crescer menos

Compartilhe: Twitter

Apesar da crise na Europa e da força dos BRIC´s, a bolsa americana continua tendo uma enorme importância na determinação da direção dos preços dos ativos de risco no mundo todo. Lá são listadas empresas globais e com excelência em seus setores, assim como os bancos mais importantes do globo. Logo,  não dá para ignorar o que se passa por lá.

O gráfico abaixo mostra a evolução do índice de surpresa econômica do Citibank: ele estima quanto os analistas econômicos foram positivamente ou negativamente surpreendidos nos últimos 90 dias com os dados econômicos que foram divulgados nos EUA:

Em 2008, marcado em amarelo, os dados econômicos que saiam eram bem piores do que os analistas esperavam, o que levou gráfico a seu mínimo neste período. Depois disso, os analistas foram ajustando suas previsões ao novo cenário econômico, o que fez com que o índice de surpresa ficasse ao redor de zero até final de 2010 ( em roxo), quando então a economia dos EUA ganhou um novo impulso com as medidas de afrouxamento monetário do FED.

Porém com o agravamento da crise na Europa, os efeitos do Tsunami no Japão sobre a cadeia produtiva e com os debates sobre o limite de endividamento dos EUA a economia perdeu gás, o que levou o gráfico a afundar até junho deste ano. Os economistas não esperavam que economia fosse esfriar tão rapidamente. Com isto,  os dados que iam saindo de Março a Junho foram surpreendendo negativamento os analistas, como podemos ver marcado  em vermelho.

Assim, os economistas tiveram que rever suas projeções econômicas para baixo e alguns chegaram até a prever uma nova recessão nos EUA. Só que os dados que saíram desde agosto foram surpreendendo positivamente na medida em que eles não confirmaram as previsões tão negativas. Isto fez com que o gráfico saísse da região das más notícias para a região das boas surpresas ( verde ) em poucos meses.

Gráfico abaixo mostra que o S&P500 ( bolsa americana)  reage também às boas notícias:

Em amarelo vemos que as más notícias econômicas de 2008 fizeram bolsas despencar . Vemos que o período de entre 2009 e 2010 deixaram a bolsa andando de lado, em roxo. Em vermelho vimos que as más notícias deste ano derrubaram a bolsa até setembro. Porém de lá para cá a bolsa americana tem performado relativamente bem ( verde ), apesar da piora da situação na Europa. Ou seja, as boas surpresas sobra a performance da economia interna americana deram sustentação ao preço das ações.

Contudo, duas coisas preocupam:

a. o gráfico de surpresas positivas está em nível muito elevado e a história nos mostra que tal gráfico não fica muito tempo nestes níveis extremos. Logo, dependendo de quão volúveis sejam os analistas econômicos, estes podem estar agora  revendo suas expectativas sobre o futuro de uma forma excessivamente otimista, expectativas estas que podem ser desapontadas ao longo dos próximos meses, piorando o humor para bolsas.

b. o  gráfico abaixo mostra a evolução da expectativa de lucros por ação para 2012 das empresas que fazem parte do índice S&P500 da bolsa americana durante este ano. De janeiro até julho, os analistas de ações elevaram suas expectativas de lucro de 108,5 para quase 114 ( em verde ).  Contudo, de julho para cá vemos a expectativa com relação aos lucros das empresas para 2012 caindo de quase 114 / ação para menos de 109/ ação do índice sp500 da bolsa americana. Ou seja, os analistas estavam projetando um crescimento de lucro de aproximadamente 15% para 2012, e agora reduziram suas projeções para um crescimento de lucro de cerca de 10%:


Se as empresas começarem a endossar tais expectativas mais baixas de lucros, o mercado americano pode perder sustentação no início de 2012.Logo, o anúncio dos lucros do quarto trimestre de 2011 que deve ocorrer em janeiro é muito, mas muito importante para definir o cenário para bolsa dos EUA no início do ano.  E se a bolsa dos EUA também perder energia, a coisa fica feia para as bolsas do mundo todo, pois de onde virão as boas notícias?

Logo, é difícil apostar um rally a esta altura…. De olho nos lucros…. e no que os empresários americanos irão falar, os guidances…

Autor: Tags:

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.