Publicidade

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012 Imoveis, utilidade | 06:53

Cuidados na compra de apartamento na planta

Compartilhe: Twitter

Recentemente presenciei o caso de uma pessoa ligada que desejava comprar um apartamento na planta, ou seja, ainda em construção. Aquele que você vai pagando antes de ficar pronto. Ao ler o contrato, apavorei. Consultei uma advogada fera no assunto e fiquei ainda mais preocupado.

Pedi a ela que preparasse algo para esta coluna que sirva de orientação para quem estiver envolvido em algum negócio destes. Tenho certeza que isto poderá ser útil.

Lá vai:

Conheça seus direitos – Comprando imóveis na planta

Comprar imóvel na planta pode parecer um negócio muito atrativo dados os descontos que se consegue no preço e as facilidades do pagamento estendido porém é importante ficar atento às armadilhas que esse tipo de negócio apresenta.

Sugerimos tomar as seguintes precauções:

– Verifique o registro da incorporação no cartório imobiliário da cidade. Peça para ver todos os documentos da incorporação, em especial o “memorial de incorporação”;

– Pesquise o nome da construtora e da incorporadora nos cartórios de protestos e distribuidores da Justiça. Veja também se há reclamações nas entidades de defesa do consumidor como o Procon;

– Exija uma minuta do contrato antes de comprar. Cheque todos os detalhes sobre forma de pagamento, parcelas intermediárias e entrega das chaves. O contrato deve conter previsão de multa para o caso de atraso na entrega da obra.

– Não compre o imóvel às pressas, para aproveitar alguma oferta ou “brinde”, isso é uma tática comum utilizada pelas construtoras que não traz qualquer benefício ao consumidor. Um imóvel é um investimento a longo prazo, é preferível gastar tempo para fazer uma compra bem feita do que se arrepender mais tarde.

– Guarde todos os materiais de propaganda a respeito do imóvel. Documente-se.

Tenha a paciência de ler com cuidado o Memorial de Incorporação pois esse deve descrever exatamente como deve ser o imóvel, materiais utilizados, etc. É muito comum compradores se queixarem que havia uma churrasqueira na planta apresentada pela construtora, ou, que o banheiro tinha um box com duas duchas, entre outros, para depois ao receberem o imóvel, serem informados que aqueles itens eram “optativos” e custariam um preço adicional. Saiba que está comprando um projeto, não um imóvel pronto, assim, a atenção com os detalhes deve ser redobrada para evitar surpresas desagradáveis na entrega.

Dito isso, acredito que a dica mais importante de todas seja: não se deixe intimidar pelo discurso de corretores e vendedores!! Saiba que não é absurdo exigir multas pelo atraso na entrega da construção, por exemplo. Negocie.

E caso a construtora se recuse a alterar o contrato – o que é comum – e assim mesmo você decida comprar o imóvel, guarde toda a documentação da negociação havida (ou melhor dizendo: da “falta de negociação” ocorrida), para, se for o caso, cobrar reparação no Judiciário – onde o ganho de causa é quase certo, visto que a jurisprudência é ampla e pacífica na proteção do comprador, considerado a parte mais fraca.

Isabel de Almeida Prado Story

Advogada em São Paulo

Sócia fundadora do escritório Constant Pires e Almeida Prado Sociedade de Advogados

www.cpap.adv.br

Dica do Gallo:  consulte um advogado antes de assinar estes contratos e lute por seus direitos!!

Autor: Tags:

50 comentários | Comentar

  1. 50 Angela 07/01/2012 13:02

    Eu achei de muito proveito esse artigo. Eu mesma comprei um ap. na planta, mas tomei um pouco de cuidado, verifiquei a idoneidade da incorporadora. Recebi o imóvel, mas lendo esse artigo, percebo que deveria ter tido mais cuidado.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 14:59

      sim. leia o contrato…. sempre… sempre. ….

  2. 49 Daniel 07/01/2012 12:49

    A verdade é que se questionarmos os contratos que hoje são padrão, sinceramente não compramos o imóvel. Como se trata de uma negociação que tem 2 lados (o comprador e o vendedor), se um lado não quer, o outro não fecha o negócio, e é justamente disso que as construtoras se valem.
    Eles simplesmente não alteram os contratos, incluem cláusulas abusivas, cobram comissão de vendas dos funcionários (corretores) deles, e cometem uma série de infrações. Eu não sei como o poder público não entra e nem entrou de cabeça neste assunto – de verdade.
    Eu mesmo comprei um imovel cuja entrega está atrasada em 1 ano e, como era inexperiente no assunto, não notei a questão da multa por atraso de entrega (o contrato te pune se você atrasar o pagamento de parcelas, mas não prevê punição à construtora), além de outras questões. Conclusão, a construtora me ofereceu pouco mais de R$ 1000 como indenização pelo atraso e claro, fui obrigado a contratar um advogado para tratar a questão na justiça.
    Processos iguais aos meus se multiplicam, mas a verdade é que as autoridades que deveriam fiscalizar isto (bem como a expedição de Habite-se de obras inacabadas) não tem feito absolutamente nada.
    Muito boa a reportagem e realmente é de utilidade sim.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 14:59

      obrigado.

  3. 48 Nilton Ferreira Junior 07/01/2012 12:46

    Otima matéria e se me permite completar, as grandes e famosas tem o custume de tercerizar, mesmo com placas na obra de construtora “tal” a maioria das obras são tercerizadas, e pior, alguns empreendimentos são tercerizados por lotes, 2 ou até mais “construtoras” na mesma obra, resultando em uma qualidade inferior da obra, imoveis com tomadas mas sem conduites, ralos em pisos sem a queda d’agua, portas desalinhadas e até materiais abaixo da qualidade descrita no menorial. Outro detalhe são as vagas, por redução de custo e por falta de espaço, e por falta de informação na hora da compra as vagas são duplas, ou seja são vagas “trancadas”, ou se deixa a chave no carro ou…um manobrista que vai encarecer o condominio, isso ocorre mesmo com vagas “demarcadas” você compra duas vagas , mas não são uma ao lado da outra, e por fim o rodizio que existe onde sem vagas demarcadas a cada dois anos é feito um sorteio para redestribuir as vagas. Cuidado, não se deixe levar pelo imovel “bonitinho” como diz a materia , leia tudo, pergunte, mude alguma clausula caso não concorde e boa compra.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:00

      grato

  4. 47 katia 07/01/2012 12:25

    Eu sou corretora de imóveis e concordo em parte com esse artigo, já que existem construtoras e construtoras…e quanto mais duvidas do cliente forem sanadas mais seguro ele vai estar da compra…e é extremamento necessario que o cliente realmente leia todo o memorial descritivo do imóvel, pois é ´nele q consta tudo que será ou não entregue pela construtora..

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:00

      mas o que importa mesmo é o contrato… este é o documento legal, que poucos leem ou analisam…..

  5. 46 Meu Prezado 07/01/2012 12:15

    Gostei das informações. Não se trata de um manual ou cartilha, mas têm orientações básicas e úteis, como checar a idoneidade da construtora, estudar prévia e detalhadamente a minuta de contrato, guardar prospectos de propaganda (que pode ser enganosa) e por reforçar que sempre pode se recorrer à justiça. Vou salvar as dicas.

  6. 45 Fabio Bernardi 07/01/2012 11:25

    Caro Ricardo. Obrigado por esta matéria que é muito útil para pessoas, incluindo eu, que estão ou pretendem adquirir imóveis na planta. Eu propriamente irei solicitar a minuta e levar para meu advogado de confiança analisar. Parabéns! E para complementar, penso como voce que aqui no Brasil algumas pessoas ainda tem esta lamentável idéia de rotular e condenar quem possui opiniões contrárias as delas.

    • katia 08/01/2012 18:35

      Oi Fabio sou corretora e trabalho com as melhores construtoras, se precisar de uma ajuda entre em contato meu email kaconceicao@ig.com.br . Tenho imóveis em todas as regioes de São Paulo e gostaria muito de lhe ser util.
      Abç.
      Katia

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:01

      valeu!

  7. 44 Gilberto Oliveira Silva 07/01/2012 11:20

    Engraçado, más quando há opiniões que não esta em acordo da nossa temos o hábito de atacar ás pessoas e sempre o Brasil é o culpado, gente todos nós temos o direito de fazer o que lhe convém, eu vendo imóveis na planta e graças nunca enrolei ninguém, creio eu que os próprios compradores é que gostam de se enrolar, afinal passamos o real da coisa e eles ficam achando que esta no mundo da maravilha, não é tão lindo assim, temos que tomar conciência e saber ler e interpretar o que esta lendo, para não cair no conto do vigário.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:02

      sim . e tenho certeza que nos seus contratos de venda voce garante os direitos dos compradores. agora, eu acho que tem mais construtora enroladora do que comprador enrolador…. por simples assimteria de informação……

  8. 43 Neco 07/01/2012 11:20

    Tenho acompanhado preços de aptos padrões médio/altos e reparei que os valores de lançamento não estão muito superiores aos entregues.
    A minha conclusão é que quando em construção, os valores desembolsados são pequenos e todos podem pagar as parcelas; Mas, uma vez entregue o investidor tem que desembolsar uma fortuna e quem não tem cacife, entrega o apto a melhor oferta (e quem tem dimdim fala grosso nesta época de crise).

  9. 42 Luiz 07/01/2012 10:52

    Ricardo tem toda razão, vocês ja esqueceram da encol, na época quantas pessoas jogaram tudo o que possuiam e no final deu no que deu e ninguem foi punido, claro que não podemos generalizar, mas todo cuidado é pouco.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:03

      sim, senhor.

  10. 41 RUDINEI PERSICO 07/01/2012 10:18

    Gosto, cores e amores não se discute, já dizia a minha Vó. Brincadeiras à parte, penso q toda e qualquer opinião deva ser respeitada e, óbviamente, submetida ao julgamento LEGAL, ÉTICO E MORAL. Indo ao q interessa, peço a permissão para dar o meu testemunho sobre o assunto em referência. Minha experiência é recente, aliás ainda não recebi as chaves do apto. Após identificar a construtora e a incorporadora e conhecer o padrão de qualidade da obra, busquei saber os “meandros” que envolviam o apto., como tamanho, preço, posição solar, espaço de garagem, forma de pagamento, etc , etc. Passadas algumas etapas, chegou a hora de assinar o contrato e pagar a parte da “entrada”. Começou alí o “dilema”, e q é imprescidível esclarecer antes, pois parte do valor da entrada foi para os corretores e não para amortizar o saldo devedor, O prazo de entrega havia sido determinado para 18/10/2010, portanto, já se passaram 15 meses. É bem verdade que, pelo menos uns 2 meses da demora tem a ver com a liberação do valor financiado. E quanto ao saldo devedor, que estava sendo majorado pela correção monetária, inclusive no período de atraso da obra, busquei, junto a construtora, um acordo. No “frigir dos ovos”, ainda me parece ser uma boa opção para adquirir um imóvel, bem como penso ser uma bom investimento.

  11. 40 Manoel Cunha 07/01/2012 9:55

    Oi Gallo, achei oportuna e esclarecedora a matéria, a despeito de eu ser um futuro corretor de imóveis , acredito que todo comprador deve estar devidamente esclarecido e consequentemente satisfeito, oque o tornará um veiculo de propaganda positiva para o corretor ou empresa que o atender, é justo que se faça um trabalho confiável, eficaz e que produza uma relação de fidelidade e conforto para ambos.
    Quero fazer a diferença.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:05

      sim. um bom corretor é muito importante nesta hora. nem todos corretores sao iguais e eh o papel do corretor esclarecer isto. porem ha um conflito obvio de interesse pois quem paga o corretor é o vendedor do imovel ( construtora) e o corretor soh ganha se negocio sair…logo, os corretores sao motivados economicamente a serem menos cuidadosos na analise dos documentos e menos isentos em suas recomendaçoes aos compradores….porem nem todos atuam assim.

  12. 39 Elias Mariano 07/01/2012 7:51

    Pra mim a informação foi muito útil, pois estou a procura de 1 ap. mas infelizmente outras pessoas veem pelo lado ruim, que pena.

    • katia 08/01/2012 18:27

      Oi Elias sou corretora e trabalho com as melhores construtoras, se precisar de uma ajuda entre em contato meu email kaconceicao@ig.com.br . Tenho imóveis em todas as regioes de São Paulo e gostaria muito de lhe ser util.

      Abç.
      Katia

    • Ricardo Gallo 10/01/2012 17:25

      oi katia!!! espertinha ein??? mas voce concorda com a analise? o que voce recomenda a seus clientes nestes casos que mencionei no post????

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:16

      boa sorte. use advogado e procure uma construtora que voce confie e nao atrase….

  13. 38 Ana Claudia 07/01/2012 7:40

    Comprar imóvel na planta he um bom negocio. O que ocorre com a maioria das pessoas e a falta de informações. Compra pensando ser uma coisa e na realidade e outra. Outra boa dica e consultar o banco que financiara a obra. Normalmente a cobrança de juros nesse período e a maioria das pessoas não sabem.

  14. 37 joao 07/01/2012 6:38

    Poxa gente, qual o problema do nome do escritório?

    Apesar de tudo, comprar na planta SEM assessoria jurídica boa SEMPRE foi
    um risco danado.

    Já esqueceram do passado recente? (Encol, etc).

    E agora nesse momento de estabilização de preços (sem grandes espaços
    mais para aumentos de 30% ao ano), é que veremos quais construtoras
    sobreviverão ou não.

    Se com o mercado bombando já estava essa bagunça, agora todo cuidado
    é pouco.

    Desculpem a franqueza, mas gastar um pouco com Advogado é melhor
    nessa hora. Deixem o pão-durismo para negociar com a construtora…

  15. 36 rolando galante 07/01/2012 5:43

    Ao comprar um apto.na planta, ou em construção todo cuidado é pouco a maioria das pessoas compra sem mostrar o contrato para um advogado, é um êrro terrivel, o comprador no momento da compra está vulnerável a todo tipo de enganação, além de todos os cuidados já citados, um dos maiores perigos são as promessas dos vendedores e corretores, principalmente com os corretores, que depois de receberem sua comissão, nunca mais são vistos e a partir da conclusão alegarão que não tem nada a ver com os problemas surgidos, reconheço que existem corretores honestos sim , mas tem desonesto demais!

  16. 35 Dalton Silva 07/01/2012 1:53

    Obrigado pelas dicas, estou pensando em comprar um apartamento para morar futuramente, então vale mais a pena comprá-lo na planta, desta forma tomarei os cuidados citados aqui. Abraço.

    • katia 08/01/2012 18:36

      Oi Dalton sou corretora e trabalho com as melhores construtoras, se precisar de uma ajuda entre em contato meu email kaconceicao@ig.com.br . Tenho imóveis em todas as regioes de São Paulo e gostaria muito de lhe ser util.
      Abç.
      Katia

  17. 34 Ivan 07/01/2012 1:39

    Sr. Ricardo Gallo, construtoras são casas de mafiosos, assim como essas propagandas disfarçadas são cavernas de mafiosos. Alías, sem querer menosprezar seu trabalho (propaganda), na próxima pelo menos capriche no artigo.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:56

      http://ricardogallo.ig.com.br/2012/01/01/itau-comenta-desemprego-baixo/

      oia…mais um caso de propaganda…. ITau agora… e voce por favor, capriche nos comentarios… os leitores gostam de ler coisas construtivas, dicas, opinioes qualificadas nos comentarios, experiencias proprias… agradecemos!

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:20

      propaganda? nao ganho um centavo para escrever isto…. nada. nem do ig nem das fontes nem dos anicniantes. e de fato nao preciso… sou empresario e nunca fiz uma propaganda de minah empresa aqui nesta coluna. logo, vai devagar com que fala, para nao ser injusto. se voce nao concordou com conteudo, ok. se preferia que eu tivesse ocultado nome do escritorio, ok. porem ai dizer que eu ganhei algo com isto é durzeza…

  18. 33 Tatiane 07/01/2012 0:10

    Pois é , infelizmente descobri isso da pior forma comprei meu apto na planta ha 3 anos no valor de 115 mil com entrega prevista para março de 2011, já casei e até agora NADA! Ja enviei documentação para caixa diversas vezes e até agora nada, sem contar que durante a construção fui pagando parcelas de 600 reais que eram acrescidas pela tabela prime a cada mês chegando a pagar quase 800 reais no mês de março de 2011, quando venceu minha ultima parcela, o mais interessante foi descobrir que ao invés de financiar aprox. 80 mil que estava previsto no contrato vou financiar 117mil ou seja, paguei três anos a toa! Fora que ja paguei dois condominios mesmo sem ter pego as chaves, gostaria de saber se isso esta certo… e se alguém sabe o que é melhor eu fazer.. devo processar a construtura? Sera que não prejudicará a entrega das minhas chaves?

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:20

      fale com algum advogado…. fale com procom!!!

  19. 32 Ronaldo Escobar 06/01/2012 23:12

    Boa noite !

    Ricardo ,

    Achei interessante o assunto , porém tem algumas informações que é importante que os compradores tenham conhecimento ex: imóvel na planta só é comercializado à partir do RI(registro de incorporação) , antes disso não se comercializa , o contrato é leonino à qualquer momento pode ser questionado.
    E outra dica antes de comprar , pesquise ,questione e procure um profissional de sua confiança do seguimento , pois ele é um profissional apto à lhe passar informações inerente ao assunto.
    E não compre as pressas … porém não postergue ,pois os valores não são fixos , mensalmente corrigigos pelo INCC e valorização .

    grato !

    Ronaldo Escobar

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:58

      soh acho importante mencionar que os consultores ou corretores muitas vezes sao pagos pelas construtoras e portanto tendem a defender os interesses das mesmas, o que eh legitimo para um contratado defender os interesses de um contratante. logo, o comprador precisa consultor qualquer advogado de sua preferencia.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:21

      e fale com advogado…..

  20. 31 Elias Lemos 06/01/2012 22:59

    Sr. Ricardo Gallo, sendo o sr. do mercado financeiro, deveria colocar também sobre taxa de juros, correções, tempo de financiamento e até mesmo sobre desistência por parte do comprador etc…Que direitos temos após comprarmos… ficamos no aguardo de suas colocações. abs

  21. 30 Victor 06/01/2012 22:52

    Olha, muito útil o seu artigo. Vou salvá-lo para futuramente consultá-lo ao comprar meu imóvel. Muito obrigado!

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:21

      grato!

  22. 29 Gustavo 06/01/2012 22:39

    Meus caros, eu passei por tudo que possa dar errado durante a compra de uma apartamento.
    Por isso, eu não recomendo a GAFISA de maneira nenhuma e todos que moram no meu prédio pensam igual a mim! Olhem no reclameaqui.com

  23. 28 charles 06/01/2012 22:37

    Gallo, sou corretor de imóveis no Rio de Janeiro, trabalho com imóveis na planta e concordo com a sua opinião,a maioria dos contratos de construção é leonino e só resguardam a construtora o cliente tem que olhar sim toda a documentação e ver o que a construtora está prometendo, tanto em relação ao acabamento quanto em relação aos itens de lazer, Saber dos projetos que a construtora já fez e que estão prontos, se possível visitar o empreendimento pronto para ver o material que foi usado e o acabamento também é uma dica. Muito cuidado com o saldo devedor pois tanto as prestações quanto o saldo é, na maioria das vezes, corrigido pelo INCC e não ter surpresas quando for pegar o financiamento bancário. Mas tem muitas ventagens em comprar na planta como facilidade de pagamento, você não precisa se descapitalizar para comprar o imóvel, com o dinheiro que você teria que dar de entrada para comprar um imóvel pronto você pode muito bem investir em outras coisas e ter ganho de capital e sem falar que quando o imóvel estiver pronto ele estará valendo mais de do que quando você comprou tendo em vista a valorização imobiliária, além disso um imóvel novo é outra coisa, é só saber de quem e o que está comprando.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:22

      sem duvida. mas leiam bem um contrato e falem com advogado e avisem procom se der problema…. soh confiar nao adianta… eh preciso estar escrito…. no contrato, as responsabilidades da construtora.

  24. 27 Eduardo Rainieri 06/01/2012 22:22

    Gallo, ótima matéria. Pontual, nessa época de explosão imobiliária em que vivemos.
    Quanto à consulta jurídica que fizeste, nada mais coerente que buscar auxílio quando a área a ser abordada não é de nosso conhecimento.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:23

      gracias… e consulte seu advogado…. nao precisa ser o meu!!! hahahaha

  25. 26 DANIEL 06/01/2012 22:07

    Sr. Ricardo, parabens pelo seu alerta, como recente comprador de um AP. em sao caetano do sul, cidade de alto padrao e custo de vida, procurei por trez anos um bom ap para morar, lhe informo que em todos os cotraros q passaram pelas minhas maos vinha aquela afronta de juros mensais e junto a tabela price, que na verdade sao dois tipos de juros mas nenhuma construtora queria tirar do contrato, atentem para este item q he cobrdo ate hoje, Abracos

  26. 25 JotaJota 06/01/2012 21:58

    PARABENS RICARDO GALLO !!!

    VOU TE AJUDAR…

    O NOME DA MOÇA, DIGO DRA. É ISABEL DE ALMEIDA, ACERTEI?
    O NOME DO ESCRITÓRIO É.. DEIXA EU LEMBRAR…CONSTANTE PIRES E ALMEIDA
    PRADO… ACERTEI?

    PUXA GALLO COMO VOCE É INTELIGENTE ! APRENDI MUITO COM VOCE !
    COMO É MESMO O NOME DESSE MERCHANDISING ? ME ENSINA POR FAVOR !

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:52

      http://ricardogallo.ig.com.br/2012/01/01/itau-comenta-desemprego-baixo/

      olha aqui outro caso…. propagando pro itau agora…. um i de vantagens proce…. ou voce prefere nao ter a opiniao dos economistas que trabalham lah???

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:26

      hahaha… e quando emncionei sobre um economista do itau??? o ilan? serah que o itau nao eh pagou??? se voce achouq que eh a merchandising, eh seu direito. orem que tal falar sobre o conteudo??? concluo entao que tirando a referencia a fonte, que ja fiz umas mil vezes nesta coluna, voce nao tem que criticar? voce acha que eu deveria ter usado o texto sem dizer nome do autor??? desonestidade intelectual??? ou simplesmnete nao tocar no assunto???

  27. 24 José fernando de Lima 06/01/2012 21:41

    Acrescentamos ainda nas informaçoes acima, que a escolha de um bom profissional é de fundamental importância para se fazer um bom negócio.Duvide do profissional que fala muito.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:26

      sim…. e fale com seu advogado..SEU advogado!!

  28. 23 Carlos 06/01/2012 21:39

    Sr. Gallo,

    Excelente artigo, temos que nos precaver dessas pegadinhas que não estão só na área imobiliária.

    Com relação a citação do escritório, qual problema ? não vejo nenhum.

    Aliás, de vez em quando, poderia ter artigos voltados para o interesse geral e com certeza o nome do colaborador pode ser citado…….

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:27

      eu sempre menciono fontes. senao eu seria desonesto.

  29. 22 Outro 06/01/2012 21:37

    Gallo voce torce para o atlético mineiro?

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:27

      nao.

  30. 21 Jurandir José Dias 06/01/2012 21:34

    Boa Gallo. Gostei do seu artigo e de sua refutação. Acho que quem não gostou deve ser um desses que fazem esse tipo de negócio. Se eu tivesse lido um artigo como esse seu, não teria caído no golpe de uma Consrutora em Guarulhos que vendia apartamentos aos montes (na planta) e não cumpria o prazo. Mostrava apenas o local e a planta do apartamento sem nenhum detalhe a respeito de material ou acabamento, etc. Eu era recém- casado, inexperiente, e como diz o ditado: “quem casa quer casa”. Foi com essa ansiedade de ter meu próprio imóvel que paguei mais de dois anos um apartamente cuja planta não saia do chão. Acho que a “semente” não pegou. O pior é que além de pagar o futuro apartamento eu também pagava aluguel. Chegou uma hora que não suportei arcar com essas despesas e tive que ir Juizado Especial o qual encaminhou uma intimação que eu mesmo deveria entregar aos advogados da Construtora. E fui bobo mais uma vez: o advogado me fez uma proposta de me devolver uma certa quantia , que não era o equivalente do que já havia pago. Aceitei a proposta porque achei que era melhor do que deixar o caso “rolar” na justiça.
    Assim, vc. presta um grande serviço trazendo em seu blog assuntos desse tipo, especialmente para pessoas leigas como eu. Não importa se traz propaganda ou não de escritório de advocacia. E se vc ganha ou não dinheiro desse escritório não é problema daqueles que lhe fazem objeção. Vc é um profissional, não é um relógio, por isso não deve trabalhar de graça!

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:28

      porem nao ganho um centavo nem das fontes nem da bloomberg nem da ig…. faço isto por lazer. meu ganha pao vem de minha empresa. e de meus investimentos….

  31. 20 Iguanodonte 06/01/2012 19:06

    O maior problema é o prazo de entrega. as construtoras dificilmente cumprem

  32. 19 marcelo baptista quintanilha 06/01/2012 18:48

    totalmente pertinentes as recomendações da profissional qto a aquisição de imóveis na planta. Qdo é exigida a minuta da promessa -via de regra- se recusam a fornecer. A Justiça está tomada de ações envolvendo descumprimento contratual e/ou modificações no memorial de incorporação. O pior é que a namorada, noiva ou esposa, seduzida pelo imóvel decorado usado como chamariz ainda vai classificar o companheiro como um “mala pessimista” já que os q. estão no stand a sua volta foram “felizes compradores” plenamente convencidos pelo astuto corretor.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:29

      otimo comentario!!! somos mesmo uns malas pessimistas!!!! gostei! obrigado.

  33. 18 Ricardo 06/01/2012 18:32

    Prezado Ricardo Gallo, além desta reportagem gostaria que fizesse uma análise do índice FIPE-ZAP que normalmente aponta valorização imobiliária, diferentemente do que ocorre na realidade.

    Apesar desse índice apontar valorização no mercado imobiliário, na prática vemos os descontos oferecidos.
    Ex: imóvel em 06/2011: 100.000,00
    imóvel anunciado em 12/2011: 110.000,00
    Teríamos valorização de 10%, certo?

    Entretanto, devido a queda nas vendas (motivada, principalmente, pelos preços estratosféricos em relação a renda da população), as empresas imobiliárias estão recorrendo a descontos, como você havia relatado em um post. Se no caso, tivermos desconto de aproximadamente 9%, chegaríamos ao mesmo valor de 100.000,00, ou seja, não teríamos valorização apontada pelo índice FIPE/ZAP. Do contrário, perderia o valor devido a corrosão da inflação.

    Para um investidor incauto o que conta é o índice, mas será que ele está refletindo a realidade? Acredito que não.

    • Ricardo 07/01/2012 12:15

      Apenas para resumir: a principal falha do fipe-zap é pelo fato desse índice ser baseado no valor de oferta das imobiliárias, mas o que conta para indicar valorização de imóvel é o seu preço de venda.

      Como dizem: o vendedor pode ofertar o seu imóvel a qualquer preço (“o céu é o limite”), mas os compradores têm limites (Renda, endividamente, financiamento…)

  34. 17 carlos m. assis 06/01/2012 18:26

    Caro Gallo,

    Concordo que todo e qualquer contrato deve ser lido e entendido e se possivel por um advogado, mas nem todos tem acesso a um advogado. Portanto aconselho ao futuro comprador de imóvel na planta, que compre de empresas sérias e idoneas. Mas deixar de comprar imóvel na planta para comprar imóvel pronto, para muitos será um tremendo erro, pois o valor de desembolso para um imóvel pronto é muito maior do que o desembolso para comprar na planta, e espera juntar dinheiro e for querer comprar pronto o mesmo imóvel, o comprador irá paga no mínimo 30% mais caro do que se comprasse na planta, estou falando no mínimo. há varios casos publicados na mídia em que as pessoas se arrependeram de não ter comprado na planta e quando foram ver os preços quando estava pronto tomarm um temendo susto e não tinham o dinheiro suficiente para dar a entrada e sua renda não era o su8ficiente para fazer o financiamento e acabaram comprando outro imóvel numa localização inferior e com metragem menor. Portando a minha dica é se possivel, comprar na planta para aqueles que possam esperar até 36 meses para entrega. Comprar imóvel pronto só se for uma oportunidade ou que esteja realmente precisando com muita urgencia para fugir do aluguel. este é a minha dica. Agora, estas iformações publicada pela advogada são mais velhas que andar para frente. Carlos.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:32

      ha sim advogados a custos razoaveis. nao sei o caso do escritorio que usei como referencia, que pode eventualmente ser muito caro para alguns, porem ha faculdades de direito que oferecem tal serviço de graça. quanto a noticia ser velha, eu aprecio seu comnetario. porem nao acho que o seja para maioria dos leitores. e lembro que ha diversos niveis de informaçao: por exemplo, voce sabia que o ifo alemao estah em queda ha meses???

  35. 16 Fernando 06/01/2012 18:22

    Buscar imóveis prontos pode ser uma opção porém, os problemas de documentação podem existir também, pois tanto a documentação do imóvel como a do proprietário tem que estar impecáveis, já no imóvel em construção (lançamento) isto não existe.
    Importante é pesquisar e buscar construtoras e empresas de vendas com histórico e sólidadas no mercado, pois muitas pessoas não podem, simplesmente, pagar um “pouco a mais” e os lançamentos tem suas vantagens em preço, parcelas e no sonho, que algumas pessoas tem em morar em um imóvel novo (zerado).
    At.
    Fernando

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:32

      e consulte o advogado de sua escolha…. o que vale é o que estah no contrato….

  36. 15 Roy 06/01/2012 18:14

    Por se tratar de um texto redigido por uma advogada, está fraquinho e incompleto. Têm muitas outras coisas que devem ser observadas. Sou consultor imobiliário e conheço bem como funciona.
    Uma dica: Ao comprar um imóvel, comece com um consultor honesto e conhecedor do assunto, cuidado com os corretores e imobiliárias que você não conhece, quanto a incorporadora, opte pelas que você conhece e leia o contrato com atenção e principalmente o memorial descritivo. Não feche negócio por impulso. E, acredite, brasileiro adora ser enganado. Pra saber se você é um desses é fácil, basta saber se você usa cheque especial, parcela cartão de crédito e ainda vota em nossos políticos, se uma dessas alternativas tem a ver com você, então você adora ser enganado e acabou de ficar sabendo…abraço

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:36

      obrigado. porem pelo que eu entendo quem paga o custo dos consultores sao as construtoras nestes casos? logo, na pratica, voces representam os vendedores, certo? e soh ganham se negocio sair , certo? voce nao acha que isto gera um certo conflito de interesse. e eu apreciaria se voce tiver alguma sugestao para incrementar o conteudo tecnico do texto, por favor nos encaminhe pois os leitores iriam adorar. ou se ha algum ponto que voce nao concorde, por favor comente, pois todos aqui iriam apreciar. onde o senhor descordo do texto? o que mais deveria ser dito alem do fato de se usar um corretor?

  37. 14 Mauro 06/01/2012 17:55

    É verdade devemos tomar cuidados como disse o colunista, Ricardo Gallo, depois de tantas falcatruas que há no mercado imobiliário, é melhor esperar ficar pronto o empreendimento.
    Parabens.!!!!
    Pela matéria e o alerta.
    Vai melhorar.!!

  38. 13 JOSE 06/01/2012 17:35

    acho que o melhor mesmo é ir com um corretor,conhecido e de confiança para a negociação; assim evita-se cair em armadilhas e ainda economiza honorários advocatícios mais tarde, he,he

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:37

      e um advogado de SUa CONFIANÇA;….. LEMBRE QUE QUEM PAGA O CORRETOR EH A CONSTRUTORA…LOGO EH DIFICIL APOSTAR NA ISENÇAO DO MESMO….

  39. 12 andre luiz ribeiro campos 06/01/2012 17:25

    Valeu sr Ricardo Gallo as informações prestadas. Estou querendo comprar um apto, mas vou ao advogado e fazer transação bastante segura.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:37

      USE O ADVOGADO DE SUA CONFIANÇA.

  40. 11 PEGRINI 06/01/2012 17:21

    E tem mais, comumente recomendo meus AMIGOS, advogados, médicos, corretores de seguros, vendedores de consórcio ou planos de saúde, por que fui bem atendido, se não o fosse nem sequer os mencionaria. Se alguns se cercam de maus consultores, fornecedores ou se não tem estes amigos…. ESTA NA HORA DE REVER CERTOS CONCEITOS SEUS.

  41. 10 PEGRINI 06/01/2012 17:18

    SE EU ESTIVESSE ENVOLVIDO EM UMA ARAPUCA DESSAS, COM CERTEZA, GOSTARIA DE UM ESCRITÓRIO REFERENDADO.

  42. 9 Fabio Dutra 06/01/2012 17:03

    Acho que vale a pena se arriscar desde o momento que são lidas todos os parágrafos de um contrato (e a maioria das pessoas não tem esse hábito) .E óbviamente ter um respaldo jurídico. Escolher bem a construtora , pesquisar obras e falar com compradores. A internet permite isso. Eu mesmo comprei na planta e graças a Deus deu tudo certo, tirando atrasos e coisas corriqueiras (previamente acordada em contrato).

  43. 8 Marco 06/01/2012 16:57

    Gallo: Já comprei imóvel em construção e vi quantos “bastidores” rolam nisso, antecipam assinatura de contrato de financiamento, atrasam a entrega (e não colocam a data no pré-contrato além de mudarem-no depois), isso sem contar de me fizeram na hora da assinatura fazer um seguro na Caixa além do que já está no financiamento (o que configura um “casadinho”) sem que a construtora me dissesse que não era obrigatório .
    Por isso, quero parabenizá-lo por fazer algo realmente útil ao leitor e ainda mais por responder a quem concorda ou (principalmente) discorda de sua opinião, (este último muitos blogueiros omitem). Tiro o meu chapeu pra vc. Detalhe: sou um cidadão comum, não vinculado a partido político, sindicato ou qualquer organização de classe, portanto, creio que a minha opinião é isenta.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:38

      valeu.

  44. 7 Ciro 06/01/2012 16:57

    Estou a procura de apartamento nestas condições e com estas dicas disponibilizadas no site do ig, entendo ser de grande valia ao usuário e consumidor para evitar eventuais transtornos.

  45. 6 SIQUEIRA 06/01/2012 16:49

    VALEU PELAS INFORMAÇÕES É SEMPRE BOM TER UM CONHECIMENTO A MAIS, ASSIM NOS TORNAMOS MAIS CONHECEDORES PARA NÃO ENTRAR NAS CILADAS QUE O MERCADO OFERECE COMO SENDO A GALINHA DOS OVOS DE OURO!!… QUANTO AO NOME DO ESCRITÓRIO
    PRA MUITOS PODE SER UMA MÃO NA RODA, PARA OUTROS PROPAGANDA!!! É MUITO DIFÍCIL…

  46. 5 Ricardo 06/01/2012 16:45

    Boa Gallo a resposta dada ao ivan, até porque se você pediu para a advogada fazerr o artigo pra você, o mínimo uqe você tem que fazer é dizer qual é a fonte, se não é plágio.
    Mas há muitas pessoas que se aproveitam da ideia das outras e falam que são suas, vai ver que ele é uma destas

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:39

      de fato se eu começar a ocultar o nome das fontes eu nunca mais consigo nada de valor pra por nesta coluna…..

  47. 4 Newton 06/01/2012 16:39

    Este artigo seria bom se evoluir muito, no bom sentido. Evoluir para uma pesquisa entre todos os lesados por construtoras de renome, que usam de arrogância e prepotência. Não é possível mudar contratos, consultar um advogado só nos faz lembrar que a justiça no Brasil também não funciona a contento.
    Me desculpem a franqueza, mas queremos comprar sempre uma casa, apto. e melhorar na vida e encontramos sempre no nosso país os usurpadores dos direitos alheios.
    Justiça, funcione! e assim essas empresas ridículas desaparecerão. Corrupção, acabe! assim não teremos mais o jeitinho brasileiro. Advogados, hajam em prol a sociedade por principio e depois aos clientes.
    É simplório consultar um advogado e ouvir: “Se fosse eu não assinaria este contrato”, “Seu direito depende da interpretação de um juiz”.
    Boa sorte aos cidadãos que pagam impostos e são idôneos, porque não podemos contar com outra coisa.

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:41

      bom ponto….. porem se voce precisa comprar imovel, eu recomendo que use seu advogado…. nao garante , mas pelo menos evita problemas maiores…. neh?

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:40

      bom ponto….. porem se voce precisa comprar imovel, eu recomendo que use seu advogado…. nao garante , mas pelo menos evita problemas maiores…. neh?

  48. 3 Julio 06/01/2012 16:27

    Isso sem contar o reajuste absurdo na hora do financiamento….

  49. 2 Claudio Rossetto 06/01/2012 16:21

    Lendo esse artigo eu sugiro que comprem ap. pronto porque assim evita todos esses transtornos. Custa um pouco mas caro, mas tudo pode ser negociado.

    • Ricardo Gallo 06/01/2012 16:27

      bom ponto.

  50. 1 Ivan 06/01/2012 15:45

    Isso não é um artibo informativo e sim um PROPAGANDA de um escritório….

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:59

      http://ricardogallo.ig.com.br/2012/01/01/itau-comenta-desemprego-baixo/

      e isto eh propaganda do Itau????

    • Moacyr S. Bovo Junior 06/01/2012 16:08

      Boa Gallo , Ace no set point, o Ivan levou um PNEUZÃO, não querendo desmerece-lo será que ele trabalha em alguma construtora ?

    • Ricardo Gallo 06/01/2012 16:27

      eu nao farei acusacoes levianas. ele apenas expressou a opiniao dele e eu coloquei a minha. nao acho legal acusar pessoas de serem intelectualmente desonestas soh por que tem opinioes diferente da nossa… ha no brasil este habito de desqualificar o dono de uma opiniao com a qual nao se concorde, rotulando de varias formas ( neo liberal, vendido ao capital estrangeiro, especulador, oportunista, etc) … nao acho legal nao.

    • João 07/01/2012 8:45

      Prezado Gallo, não te conheço e não se quem você é, entretanto, dois são os pontos que levanto: a) não seria correto você expor os conselhos sem citar a fonte, pois, afinal, o conhecimento exposto na sua matéria pertence a outra pessoa, trocando em miúdos: faz-se necessário citar a fonte; b) contudo, é absolutamente inegável que você, intencionalmente ou não, divulgou o escritório de advocacia em questão. Quanto à sua comparação com o Itaú ou a Bloomberg, o raciocínio é tão esdrúxulo que não vale à pena desconstruí-lo. Uma dica: consoante seu perfil, você é engenheiro de produção com larga experiência no setor financeiro, logo, busque focar suas matérias no campo que você pode falar com mais propriedade, sem ter que se fiar no conselho alheio o que, por ética, obriga-te a citar a fonte…

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:55

      http://ricardogallo.ig.com.br/2012/01/01/itau-comenta-desemprego-baixo/

      veja este caso? eu errei ao mencionaqr que trabalho foi feito pela equipe do itau??? e como nao sou economista nao posso falar de inflaçao? como nao sou corretor de imoveis nao posso falar de imoveis??? eh isto? tipo, como voce nao concorda prefere me calar??

    • Ricardo Gallo 07/01/2012 15:15

      em nao sendo advogado eu nao poderia dar uma opiniao qualificada neste sentido, logo pedi a um advogado de minha confiança faze-lo. se voce tiver outro advogado que tenha outra opiniao a respeito, me diga e encaminhe a opiniao dele que eu publico.

      eu sou investidor. gerencio uma carteira de ativos, entre os quais, invisto em imoveis, cris, açoes, derivativos e etc. é o que faco em minha empresa. e uso sim varios advogados para analisar minhas transacoes. e soh posso colocar aqui as opinioes de quem confio.

      quanto ao que voce se refere que este nao seja meu campo de atuaçao, digo que nao sou neofito em investimentos imobiliarios ….

      alem disto, o objetivo desta coluna e ajudar a esclarecer os leitores sobre riscos em seus investimentos e imoveis sao investimentos!!! logo, imoveis estao no escopo desta coluna e estao no escopo de minha atividade profissional e da empresa que comando.

      e se o senhor acompanhar, eu sempre menciono o nome das fontes de minha coluna, sempre, faco com consultores, bancos, advogados, economistas. ninguem aqui eh obrigado a usar este escritorio. usem outro. mas usem para nao cair no conto do vigario de algumas construtoras e corretores.

    • Ademir 06/01/2012 17:18

      Admiro o trabalho e concordo plenamente com o Sr. Ricardo, parabéns pelo texto e obrigado pela informação.

      Com relação ao cidadão (Ivan), nem merece comentário.

    • Ricardo Gallo 06/01/2012 15:59

      ok. entao por favor ignore o nome do escritorio. e entendo portanto que voce discorda do que esta colocado ali, certo? voce tem opiniao diferente sobre os contratos de compra na planta? seria interessante ter sua opiniao a respeito do assunto. quando eu menciono que itau acha que inflacao vai subir ou descer voce tambem entende que se trata de propagando do banco? e quando coloco grafico da bloomberg voce entende que estou fazendo propagando da empresa? te desafio a provar que eu recebi um centavo destas empresas nos ultimos 12 meses….

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última
  5. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.