Publicidade

terça-feira, 28 de agosto de 2012 BRICS, Câmbio, CHINA, Inflação | 12:44

CHINA: lucro das empresas caindo

Compartilhe: Twitter

De fato é um festival de má notícia que vem da China. Agora foram os lucros das indústrias chinesas que estão caindo, como vemos no gráfico em cinza abaixo cedido pela turma da Goldman Sachs:

Razão: preço dos produtos exportados pelos chineses está caindo, como vemos marcado em vermelho no gráfico abaixo:

Má notícia para as indústrias brasileiras, pois é sinal que os chineses virão com mais sede ao pote! Mais competição no horizonte!

Boa notícia para o consumidor médio brasileiro que, apesar da alta do dólar ainda consegue comprar produtos importados mais baratos dos que são produzidos aqui sem ter que ir para Miami fazer compras.

Autor: Tags:

30 comentários | Comentar

  1. 80 STELA RENATA 28/09/2012 23:07

    trabalho na feira e levo as mercadorias que fabrico.nao estou vended quase nada por causa dos produtos chineses.nao sei o que fazer.tenho um filho especiaL e vivo do meu trabalho pois nao posso trabalhar fora.nao é licido colocar mercadoria chinesa para venda nas barracas da feira se fizermos corremos o risco de perder a barraca.estou desesperadA.ESTOU PRECISANDO DE AJUDA MINHA CONTA 1529 013 CONTA 00087702-7 CAIXA ECONOMICA,CONTAGEM STELA RENATA DOS SANTOS.PODEM DEPOSITA QUALQUER QUANTIA .ESTOU PEDINDO NAO ESTOUROUBANDO.DEUS ABENÇOE.MEU CUSTO É ALTO E PRECISO DE AJUDA…

  2. 79 Marcos 29/08/2012 14:11

    Nossa empresa Importa da China a mais de 15 anos. Eles têm um pessimo defeito. Quem os procura eles exportam. Não vêm com bons olhos apenas um comprador ou 2 no máximo. Resultado: 10 ou mais ficam se degladiando com o mesmo produto. Com certeza fazem maquiagem dos numeros ! Agora, o Brasil não esta com esta “bola” toda que voces andam dizendo a 4 cantos.

  3. 78 Alinson 29/08/2012 8:44

    Eu acho que quanto mais barato melhor, podem vir produtos chineses, tragam suas riquezas (produtos) pra gente. Pra ser melhor ainda, tarifas de importação deveriam ser menores. Pelos comentários, como querem que as indústrias brasileiras concorram com as indústrias chinesas, com impostos e encargos trabalhistas altíssimos? É totalmente insustentável, mesmo com o REAL desvalorizado. E um pedido ao banco central e a casa da moeda: DESLIGUEM A IMPRESSORA, tow cansado de inflação.

  4. 77 Marcos 28/08/2012 20:39

    E o dólar subindo para 2,04…. O Ricardo “pira”… rs

    Mais um bom motivo para BC baixa o juros amanhã?

    Governo vai usar a China para manter a inflação sobre controle?

    Se fosse melhorado o ambiente para geração de serviços, principalmente nas áreas de tecnologia, seria uma boa.

    Abraços,
    Marcos

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 15:36

      achei uma dilicia o dolar a 2.0… dilicia… hehehe

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 14:46

      eu nao pira nao…. ate ganho com isto, como ganhei este ano…. eu soh acho que os mais jovens se esquecem das experiencias dos anos 70 e 80 quando tentamos compensar nossos problemas de produtividade com cambio artificial…. deu no que deu…

      os livros de economia dizem: quer cambiofraco? aumente sua poupanca interna …. ai ele fica fraco…

  5. 76 Nelson Leite 28/08/2012 19:03

    Prezado Gallo ,

    Concordo com seus comentários mas não teremos educação de qualidade a curto prazo. A Elite mesquinha deste País (FIESP,PSDB,PT(quem diria),CORONEIS NORDESTINOS, WV, etc) também não vão querer trabalhar mais e ganhar “um pouco” menos .

    Parece-me que a política governamental tem colocado as coisas em um norte !!! Talvez revisão dos estímulos ao consumo em excesso, um pouco menos de impostos possam melhorar ainda mais o ambiente. No entanto meu amigo, a China é o TIGRE que não teremos como deixar de enfrentar ou controlar .

    Em tempo o seu Palmeiras vai para a 2a. divisão do Brasileiro e disputará LIBERTADORES em 2013 . A FIFA não deverá permitir rsrsrs

    Um abraço

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 15:44

      nao temos educacao faz 30 anos…. uma hora precisamos comecar…. estamos ficanod muito para tras…quer fazer fabrica de ipad, chip aqui? e vai contratar quem??? qual engenheiro???

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 14:47

      palmeiras sera campeao da libertadores e estarah entres 0s 6 melhores do brasileirao este ano. e inflacao ficarah abaixo de 5,5% ano que vem…. acredite se quiser….

  6. 75 Bilu 28/08/2012 18:59

    Ricardo Cruzeiro…rsrs

    Vc tem toda razao, o Brasil so sera competiivo quando investir macicamente em educacao, do contrario sera um eterno exportador de commodities, sempre dependente e atado as grandes economias.

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 15:45

      o bilu teteia: sou palmeiras.

  7. 74 NOTÍCIA CONTROVERSA 28/08/2012 18:43

    POR QUE BOA NOTÍCIA AO CONSUMIDOR BRASILEIRO SE NO FINAL SÃO OS EMPREGOS DOS BRASILEIROS QUE SERÃO AMEAÇADOS QUANDO SE IMPORTA MUITO DE OUTRO PAÍS.

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 15:47

      quantas pessoas trabalham na industria de materiais eletronicos no brasil? e quantos trabalham nas empresas de telefonia e lojas de venda de telefone celular? me responde…. obviamente que eh bom proteger empregos,porem ha setores onde nao temos, simplesmente nao temos, como competir por razoes estruturais e nao de preco somente!!! ou se resolvem os fatores limitantes estruturais, ou nao saimos deste problema. inflacionar ( aumentar artificialmente o custo dos importados atraves de uma desvalorizacao artificial do real) nao funciona…

  8. 73 gustavo 28/08/2012 18:43

    O Brasileiro não aprendeu e se deixa levar por ouvir dizer, e fala que os produtos chineses é oriundo de trabalho escravo´, o unico trabalho escravo que podemos assim dizer lá, são os prezidiarios que lá tem de trabalhar para pagar a sociedade, o que deveriua ser exemplo pra nós Brasileiros

  9. 72 mizael m nascimento 28/08/2012 18:14

    ricardo gallo ,concordo com voce ,tambem prefiro ir rapido por muito tempo,mais ai preciso de uma alto estrada,sera que a china esta numa auto estrada ,ou esta numa estradinha de terra sem ponte nos rios?no seu blog mesmo ja li noticias de suspeita que o governo chines esta camuflando os numeros da economia,,

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 14:48

      ta numa super autoestrada,,,,super. o problema eh que ha buracos no caminho…. e eles nao respeitam a sinalizacao…. logo, se veirem a capotar serah feio pacas…nao soh para eles….

  10. 71 Alexandre 28/08/2012 18:04

    Trata-se de um ponto de vista, mas como vai reagir a economia brasileira, já que nos últimos anos a base de sustentação é a exportação de matéria-prima para a China? O Brasil não sentiu tanto a última crise muito em função do ritmo acelerado dos asiáticos. E agora?

  11. 70 Ronei 28/08/2012 17:58

    À exceção do INSS e FGTS, todos demais impostos e contribuições incidem sobre produtos importados:

    1. II (Imposto sobre Importação) – calculado sobre o valor aduaneiro, com alíquotas variáveis.

    2. IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) – calculado conforme a Tabela do IPI.

    3. ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), alíquota variável segundo as alíquotas vigentes no Estado em que o desembaraço aduaneiro é procedido.

    4. PIS – Importação (Lei 10.865/2004) – alíquota geral de 1,65%, existindo alíquotas específicas para determinados produtos.

    5. COFINS – Importação (Lei 10.865/2004) – alíquota geral de 7,6%, existindo alíquotas específicas para determinados produtos.

    6. ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza) – alíquota de 5% sobre a importação de serviços provenientes do exterior do País, especificados na Lei Complementar 116/2003.

    7. IOF – Imposto sobre Operações de Câmbio – devido sobre a compra de moeda estrangeira, na liquidação da operação de câmbio para pagamento da importação de serviços, devido à alíquota de 0,38%.

    Além dos tributos acima citados, há incidências de taxas, como o Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante – AFRMM – Lei 10.893/2004 e tarifas aduaneiras.

    O empresariado brasileiro não acompanha as evoluções de mercado e estão parados no tempo, à espera que o governo sempre resolva o problema deles. Fabriquem na China, mesmo que parcialmente (tire proveito das benesses chinesas como os norte americanos) e façam a montagem finais dos produtos aqui. Reiventar-se e sair do marasmo. Acho que é isso que a indústria nacional precisa!!!!

    Como se vê, não é apenas o custo Brasil que interefere nos preços!!!!

  12. 69 luiz aubert neto 28/08/2012 17:55

    Sr Ricardo

    Gostaria aqui de informa-lo sobre alguns dados da Abimaq, onde temos mais de 4.000 empresas, mais de 250.000 empregos diretos ( 100.000 a mais q o automotivo), salario medio de R$ 3.000,00 sem encargos, tempo medio de estudo dentro do nosso setor eh de 9 anos!! ( igual o da Coreia), onde 87% dessas empresas são empresas com menos de 100 funcionarios e q até 2008 35% do faturamento ( Faturamento de 20111 R$ 82 bilhões) do setor era para exportação e quase a metade para paises de primeiro mundo ( EUA, Alemanha , etc). Para o sr ter uma ideia hoje essa exportação caiu para menos de 23%, em 2004 de cada 100 maq. vendidas no Brasil 60% eram fabricadas aqui, agora somente 40%, perdemos mercado externo, perdemos mercado interno , estamos perdendo conhecimento, engenharia, etc, etc, mas em compensação estamos virando um grande exportador de commodites ( nada contra, mas qdo isso representa mais de 75% da nossa pauta de exportação) e um grande importador de produtos de valor agregado, essa conta mais cedo ou mais tarde vai chegar!!, não podemos ficar calados achando q estamos em pleno emprego, etc, etc, estamos como o sapo numa panela em q estamos sendo cozidos, vai morrer nessa fervura!!

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 14:50

      ok. entao vamnos fazer as reformas e nao nos encondermos atras de um cambio barato…. cambio artificial nao funciona….. nossa historia mostra isto….

  13. 68 PETER 28/08/2012 17:48

    A crise está invadindo de forma ‘engenhosa’ o mundo globalizado.
    A quebradeira na Europa e U.S.A. por si só se explica.
    O pior de tudo a moeda chinesa desvalorizada de forma artificial na base de 7 yuan chines para 1 dolar americano está arrastando milhares de industrias para o encerramento das atividades no mundo inclusive no Brasil….
    No Brasil muitos setores desativaram a parte ‘industrial’ e passaram a ter somente o departamento de vendas/distribuição/logistica, entretanto, só com compras/importação de produtos da China…..passamos a ser somente ‘vendedores’ de produtos importados.
    As consequências futuras somando com nossa divida acima de 4 trilhões trazem nuvens pesadas para o futuro próximo.
    S.O.S. Brazil

  14. 67 luiz aubert neto 28/08/2012 17:38

    Sr Ricardo

    Eu não estou querendo uma maxi-desvalorização ( um cambio a R$ 2,50 já recomporia parcialmente a depreciação dos ultimos anos), o problema é q a sua turma financista ( com todo o respeito) sempre defendeu juros elevados, alias pornograficos!! e isso fez com q o capital especulativo viesse aqui chupar nosso sangue e com isso ajudar a levar o dolar a ficar na casa de quase R$ 1,50 até R$ 1,80 por muito tempo e agora estamos começando a perceber o prejuizo causado na industria. Ai tem a turma q diz, vejam os “investimentos diretos” estão batendo recordes e cobrem com folga o deficit da nossa balança!!, só q somente 25% desse valor eh para construir alguma coisa, o resto eh para comprar mercado mesmo!!! , com essa guerra comercial q o mundo está os EUA emitindo trilhoes de US$ sem parar, idem com batatinhas o EURO, vamos vendendo nossas empresas ( YPIOCA, AMBEV, PÃO DE AÇUCAR, TAM, CVC, YOKI, setor de açucar e alcool, energia, telecomunicações entre tantas outras mais) e achando q isso ai eh bom!!! , não vem me falar q eu estou querendo de volta a Telesp, a Eletropaulo, etc…mas nos estamos num processo de DESINDUSTRIALIZAÇÃO + DESNACIONALIZAÇÃO ….QUE BELEZA…VIVA O BRASIL COLONIA……

    • Ricardo Gallo 29/08/2012 15:17

      maxi sim senhor! nos ultimos 5 anos nossa taxa media de cambio foi de 1.83…para chegar a 2,50 seria uma alta de 37%. 37%….esta seria a maior maxi provocada pelo governo desde mr delfim netto no tempo da ditadura….. neste cenario nosso saldo externo ficaria positivo, ou seja, estariamos assim exportando poupanca…. nossa pifia poupanca…. eh assim que funciona, infelizmente, a economia…. alem disto, as grandes empresas que se endividaram em dolar la fora ( vejam usiminas, suzano, fibria, csn, hypermarcas, etc) teriam um aumento de seu endividamento de forma dramatica, levando as a reduzir seus investimentos…

      quanto a desnacionalizacao, gerdau, jbs, ambev, indumeras, oderbrecht, embraer, empresas brasileiras de qualidade se tornaram multinacionais, atuando fora de nossas fronteiras e competindo de igual para igual la fora!!! nossos bancos estao entre os maiores do mundo, e ha apenas 1 banco internacional entre os 6 maiores do pais. um!

      logo, estamos perdendo espaco em setores da industria onde de fato temos pouca competitividade... e cambio mais fraco sem duvida iriah ajudar esta parcela pequena na industria que sofre com isto, porem nao sei se isto seria o melhor para a maioria da populacao no curto e no longo prazo.

      os dados de emprego dos ultimos 10 anos, quando tivemos o real forte que sr se refere, mostram que esta correlacao de real forte com pouco emprego seja algo muito duvidavel. nossos ultimos 10 anos mostram isto. tivemos real forte e emprego forte…..

      QUANTO ao investimento direto de fato a maioria do dinheiro que vem de fora compra empresas ou ativos ja existentes aqui. porem nao seria normal ocorresse assim? o estrangeiro que conhece menos o pais e o ambiente local prefere comprar coisas que ja existem do que investirem em novos projetos. eh natural. mas o que a elite empresarial que recebeu esta grana faz com o dinheiro que recebe dos gringos quando vendem suas empresas no brasil para turma que vem de fora???? serah que esta turma nao estaria fazendo novos investimentos? veja o numero de novos empreendimentos empresariais no setor de servicos que estao aparecendo!!

      quanto ao capital especulativo, qual seria sua estimativa do montante que entrou este ano que seria especulativa? para ajuda-lo seguem os numeros dos fluxos ate julho:

      1. 42 bi de investimento direto
      2. 5 bi de investimento em acoes e titulos de renda fixa
      3. 27 bi de novos emprestimos de longo prazo
      4. -4 bi de emprestimo de curto prazo..
      5. derivativos : zerp

      quanto disto o senhor clama ser especulativo? é muito dificil dizer que hoje temos um fluxo de capital especulativo.

      e como o senhor explica que mesmo com esta valorizacao da nossa moeda que tivemos nos ultimos anos nosso deficit externo seja da ordem de 2% do pib apenas, enquanto que nossa media desde 1996 seja de um deficit de 1.4% ? ou seja, apesar de uma cambio valorizado nosso deficit externo nao subiu!!! nao seria natural de se esperar que se nosso cambio estivesse muito fora de lugar ( os 1,83 medio dos ultimos anos) nosso deficit externo devesse estar bem acima dos 2%? se nossas importacoes estao matando nossa industria ,porque ainda temos um saldo de comercio externo positivo com o exterior??

      estamos sim num processo de desindustrilizacao, concordo. porem nao acho que o cambio eh o problema, mas sim:

      a. baixa taxa de investimento interno, e baixa poupanca…. sugiro que sr veja dados de taxade investimento da alemanha e koreia vs brazil….
      b. baixa produtividade geral dos fatores.. soh ver koreia vs nos…
      c. alta carga tributaria… mexico tem 12% do pib, nos 36%….
      d. mao de obra pouco qualificada e pouco competitiva em varios setores da industria… brasil eh 50 do mundo no quisito educacao…

      concordamos com diagnostico, mas nao com relacao ao tratamento…. o cambio seria como aumentar a dose de morfina…. nao cura a doenca… soh alivia a dor e acaba por viciar o paciente…o rehab depois pode ser caro…no brasil demoramos uns 15 anos para debelar a inflacao….

  15. 66 Daniel Barroso 28/08/2012 17:21

    Ricardo,

    Entendo a sua visão de modo geral, contudo, tenho o temor de que a nossa indústria recorra a meios não muito ordotoxos para fazer frente a indústria Chinesa.
    Fuga para países circuvizinhos, aumento da sonegação, perda de qualidade dos produtos, redução dos direitos dos trabalhadores, enfim, a forma chinesa de trabalhar não muito me agrada.
    Deveríamos investir mais em novas tecnologias para uma melhor otimização de recursos, mas como fazer isso com o deficit ( recursos, infraestrutura e forte carga tributária )que temos?

    Att,
    Daniel Barroso

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 17:23

      o q fazer? comecar a eleiminar tais deficis, incluindo o maior de todos: educacao!!

      ja deveriamos ter feito ha 10 anos…porem ficamos aqui celebrando e esquecemos que festa um dia acaba…

      ai da-lhe maxi desvalorizacao para deixar a turma da fiesp e abimaq feliz!

  16. 65 edy clodio petry jardim 28/08/2012 17:20

    Na hora do vamos ver,não tem nada embaixo do pano,o governo passado e o atual,se
    propuseram ao falatório,agora não tem condições de reagir e ficam dando chutes
    e não fazem gol.O trabalho escravo que se dizia era padrão chinês,agora é brasileiro,
    pois 622,00 brutos por mês é ou não trabalho escravo?.Classe C que compra e não pode
    pagar é classe média?

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 17:24

      meu amigo, temos hoje o menor nivel de desemprgo dos ultimos 30 anos…logo,mudou sim! melhorou sim! eu acho…. porem longe da perfeicao….muita a fazer ainda.

  17. 64 mizael m nascimento 28/08/2012 17:12

    ricardo gallo, não entendo bem de economia,mais gosto de acompanhar noticiarios sobre economia,nos ultimos anos vejo tantos intelijegues só elogiar o crecimento desordenado da china,dizendo,enquanto o pib chines cresce 9 ou 10% ao ano ,o pib brasileiro cresce 2% ao ano,ai me lembrei de uma estoria que meu avÔ contava,havia um grande fazendeiro e um pequeno sitiante que eram compadres,la pelos anos 1940,naquela época o gado e a tropa de animais era transportado por terra,as estradas eram precarias ,e não tinha pontes sobre os rios,o fazendeiro comprou uma camionete nova ,motor com cinquenta cavalos de potencia ,,naquela época era um carrão,e o sitiante ia levando uma tropa de cavalos pela estrada,,derrepente o compadre fazendeiro o alcançou com a camionete ,e disse o cumpadre quantos cavalos oce tem ai,o cumpadre respondeu,8 cavalos,o fazendeiro respondeu ,eu aqui to com cinquenta cavalos,e saiu jogando poeira na cara do compadre,,derrepente ele foi atravessar um riosinho sem ponte e ficou com a camionete atolada ,,ai o compadre pobre veio com os oito cavalos ,e disse,oi cumpadre ta dando uma aguinha pra tropa?e atravessou o riosinho e foi embora,,moral da estoria,melhor ir devagar com pibinho de 2%ao ano que crescer muito rapido e no primeiro riosinho se atolar,,

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 17:17

      bem, china cresce ha mais de 10 anos a um ritmo de mais de 9% aa…e nos aqui nao passamos de 3% aa.. ou seja, eles estao 60% melhores que nos apos 10 anos….

      logo, vamos dizer que nao estao acabados… ou mortos, ou que foi ruim o que aconteceu com eles…

      e se china tiver problemas , irah crescer ainda 5 ou 6% aa… e nois, 2 ou 3% no maximo…

      logo, eu prefiro ir rapido por muito tempo. do que devagar por muito tempo….

  18. 63 luiz aubert neto 28/08/2012 17:07

    Prezado Sr Ricardo

    Peço desculpas, não foi minha intenção ofende-lo.

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 17:11

      desculpas aceitas.

  19. 62 luiz aubert neto 28/08/2012 16:51

    Dr Visão Curta

    Ia me esquecendo , não vamos competir com eles por causa do mercado q eh 4x maior q o nosso, já pensou se a Coreia, a Italia, a Alemanha acreditassem na sua afirmação!!!!! EITAAA VISÃO CURTA!!!

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 17:03

      pois eh… porem la italia , na coreia, na alemanha o nivel de educacao e preparacao da mao de obra eh bem melhor que aqui…. logo, se voce trouxer para cah o mesmo nivel de educacao destes paises, nossa mao de obra seria mais produtiva, nossa industria seria mais competitiva e inovadora, e ai o cambio nao seria um problema… neh? logo, para compensar isto, voce prefere importar inflacao…. neh?

      agora, por favor, em nenhum momento eu dirigi ataques pessoais a voce, ou ofendi, logo, nao precisa me chamar de mrvisao curta.

      fique livre para atacar minhas ideias, mas me deixe fora disto, pois eu nao acho certo…. e nao pretendo mais acatar coemntarios neste tom.

      nao acho que seria adequado, por exemplo, eu chama-lo de mr que nao entende de economia…

      logo, vamos manter o debate no campo das ideias e evitar ataques pessoais soh pq minhas ideias nao correspondem as suas.

  20. 61 Doug_SP 28/08/2012 16:47

    Ricardo, uma opinoão para vc pasar para o pessoal do IG:
    Nos comentarios fica dificil “bater bola” porque os comentarios não saem em uma ordem de postagem. Fica muito confuso e apos uma treplica não da mais para saber quem esta repondendo para quem ou sobre o que. Não deve ser dificil deles arrumarem isso.

  21. 60 luiz aubert neto 28/08/2012 16:44

    Prezado Dr Visão Curta

    Pela sua analise, vamos comprar tudo q é industrializado da China, pois não teremos condições de escala, etc, etc, etc…. e vamos vender materia prima para eles, ai eles agregam valor e revendem para nós.. Da-lhe BRASIL COLONIA!!QUE BELEZA!!!.. Eu quero ver o Chines ser produtivo aqui, vem fabricar aqui, pagar ICMS, IPI, PIS, CONFINS, INSS, FGTS, etc, etc…Vem pegar capital nos bancos aqui, vem produzir com esse dolar!!, ai sim quero ver se eles são bons mesmo, meu caro visão curta, não é a industria brasileira q não é competitiva é o BRASIL q não está competitivo e a China põe o cambio onde ela quiser , e ai incautos como o sr ficam apregoando q devemos comprar tudo da CHINA!!
    Qto ao desemprego 80% do emprego gerado nos ultimos 5 anos foi com salario de até 2 minimos!!! e na area de serviços..QUE BELEZA !!! De Out/11 até Jul/12 o setor de Bens de Capital já demitiu mais de 10.000 ´pessoas cujo salario medio é de mais R$ 3.000,00 sem encargos!!! QUE BELEZA, e ai o sr. vai dizer, os paises ricos e desenvolvidos a participaçaõ da industria cedeu para o de serviços, só q vcs não dizem qual ´foi o aumento da renda percapita desses paises e qual é a nossa, só para lembra-lo, hj a ind. não representa 15% do PIB e a renda percapta nossa não passa de miseros US$ 11.000,00. QUE BELEZA! São pessoas com a sua visão financista q dominam a opnião publica e de tanto falarem uma mentira , acaba virando uma verdade. A CHINA agradece a sua visão!!!!

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 16:57

      dr, a visao pode ser curta, porem ela se baseia em fatos, em conceitos de economia e em contabilidade basica, nao em crenca ou panfletos ideologicos dos sindicatos patronais da paulista…
      .


      se voce desvalorizar o cambio como sugere isto nao vai funcionar
      a nao ser que reduza investimento ou consumo interno… eh assim que funciona teoria economica basica….. la do comecinho…. ja postei sobre isto. vale a leitura.

      nao sugiro que compremos tudo da china… nao distorça por favor o que eu disse… nao eh produtivo para os outros leitores….

      o que digo eh que desvalorizar a moeda nao vai funcionar se se nao reduzirmos demanda interna…. infelizmente… a nao ser que tu crie o seguinte fenomeno:

      a. desvaloriza o cambio, ai tradables sobem de preco, por definicao….
      b. simultaneamente voce promove uma deflacao nos non tradables ( servicos).

      ai, na media, tu evita inflacao…

      ai o q voce sugere funciona, ou seja, a maxi nao seria inflacionaria!!!

      pero, para que isto ocorra os salarios reais aqui no brasil precisariam cair…. soh assim preco de servicos caem… neh?

      de fato a teoria economia eh miope….. nao consegue transformar sonhos em realidade.

      quanto ao desemprego que voce alardeia, veja os dados do caged…. estamos gerando mais de 1.2 milhoes de empregos com carteira por ano, mesmo com economia crescendo a 2% aa…… eh mole?

      obviamente que nossa industria esta sofrendo,pois eh bem menos competitiva que mineracao e agricultura e com melhoria da renda da populacao,demanda de servicos aumenta…. logo, o capital vai para onde da mais retorno,….. pelo menos o meu.

  22. 59 hebert lecok 28/08/2012 16:04

    viva a china

  23. 58 Claudio Rossetto 28/08/2012 15:59

    A China vai ferver e o mundo vai balançar.

  24. 57 Claudio Rossetto 28/08/2012 15:56

    Preparem-se a China vem contudo para abocanhar o mercado na base de preços baixos.
    O mundo tem que estar preparado porque se não estiver a inadimplência vai ser geral.

  25. 56 luiz aubert neto 28/08/2012 15:47

    Eithaaa visão curta!!…Boa noticia para o consumidor brasileiro???!!! Não precisa ir para Miami, isso mesmo vamos comprar tudo q for importado, equanto o US$ tá baratinho, é ou não é uma visão de pais COLONIA!!! Abaixo passo uma apresentação do prof. Nakano, lá está provado o estrago q esse cambio está fazendo com o futuro desse pais há muito tempo….meu amigo, qdo a quinta avenida de New York está mais barata q o shopping Tatuapé ( zona leste de sp), alguma coisa está muito errada por aqui. Veja tbem o indice Big Mag , onde temos o quarto maior preço do mundo, para termos um Big Mac a preço Chines, o cambio aqui deveria estar proximo de US$ 1 = R$ 4,5 , pena pela sua sugestão q não dá para importar Bigs Macs da China, como tambem bancos chineses com juros chineses!!

    http://www.cdes.gov.br/documento/3307162/apresentacao-yoshiaki-nakano-230812-2012.html

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 16:46

      soh para voce ter uma ideia:

      a. deficit de conta corrente nosso ate julho: 29 bi…. entrada liquida de investimento direto: 42 bi….
      b. alem disto entrou mais 27 bi em empestimos de longo prazo…

      ou seja, dos 69 bi que entraram, soh 29 bi foi investido aqui ,no nosso sistema produtivo…. os outros 40 bi foram investidos no exterior… via bc ou setor privado…

      eh contabilidade…. e aritmetica…

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 16:00

      dr, visao curta?? estamos discutindo aqui uma questao marxista: capital vs trabalho. cambio desvalorizado eh bom pro capital industrial… eh ruim pro consumidor…. voce acha que algum dia seremos mais competitivos que china na fabricacao de carros ou celulares? mercado interno deles eh 4 x maior que o nosso hoje…. e crescendo…. adianta a gente aumentar preco destes produtos para os brasileiros? produtos mais caros aqui vao reduzir sua demanda e seu consumo. eh isto que voce quer? vamos reprimir a demanda com aumento de rpecos para proteger o capital privadop industrial??

      e se cambio esta tao ruim, porque desemprego nao para de cair nos utlimos anos??? cade o desemprego em massa causado pelo cambio valorizado????

      nao acho que o problema do tatuape seja o dolar , pois se o fosse, nao teriamos um deficit externo de 2% do pib apenas, que eh menos da metade do fluxo de capitais que recebemos de fora, apesar da crise… se dolar estivesse barato, as pessoas estavam mandando dolar embora e nao trazendo para cah…

      o problema do cambio estah num desequilibrio entre a extraordinaria produtividade que temos no setor de commodities e na baixissima produtividade que temos nso outros setores…..

      vaca holandesa nao resolve com max desvalroizacaoi…. maxi soh piora o problema, aumenta produtividade rural ainda mais…

      se voce desvalorizar a moeda, compre uma fazenda e uma mina de qqer minerio…. nada , nada, nada vai ser mais rentavel no pais do que estes setores…. logo, a exportacao de minerio e soja vai subir, o que vai exigir mais esforco do bc em comprar dolares…. ate quando bc aguenta comprar dolares?? ultimo cara que se atolou de comprar dolares assim se ferrou: foi a china…..

      enfim, nao confunda um problema de cambio com um problema de baixa produtividade….

  26. 55 norton gomes 28/08/2012 15:38

    Isso é só o começo. O plano da China é claro: esmagar os preços às custas de trabalho semi-escravo, destruir as indústrias das outras economias pois é impossível competir e depois que todos tiverem apenas a industria chinesa como fornecedora, eles podem colocar o preço que quiserem. O mundo que não abra os olhos com os chineses…

  27. 54 Carlos 28/08/2012 15:35

    é tem que sair de dividas… urgente… vende até a mãe, mas paga e sai fora… quem tiver capital “en las manos” vai fazer bons negócios.

  28. 53 eduardo campos 28/08/2012 15:22

    SO QUE TODO MUNDO ESQUESSE QUE O BRASIL E UM GRANDE FORNECEDOR DE ALIMENTO E NOSSAS EXPORTAÇÃO SÃO DE ALIMENTO E MUNDO NÃO PARA DE COMER

    NOSSO GOVERNO TEM TER ASTUCIA TECNICA PARA SABER GANHAR MUINTOS DOLARES
    EN CONSEQUENCIA DESTE FATO PORQU ANTES QUEM FORNECIA ALIMENTO PARA OMUNDO ERA OS ESTADO UNIDOS MAS ELES ESTÃO QUEBRADOS
    PORQUE ESTES ANUNCIO DE DERROTA PARA O NOSSO PAIS NÃO ESISTE TEMOS QUE SABER GANHAR AGORA PORQU O UNICO PAIS NO MUNDO QUE PODE ALIMENTAR O MUNDO E O BRASIL

    • José 28/08/2012 16:13

      Ok, Eduardo, mas vê se não assassina a língua portuguesa.

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 16:30

      desculpe meus erros que sao mais grotescos do que qualquer outro nesta coluna…

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 15:42

      os eua ainda sao o maior produtor mundial de graos…

      o grande problema eh que alimentar os outrso enriquece apenas alguns aqui ( os donos de terras) ,pois setor agricola eh bem automatizado e gera pouco emprego… e nao acho que seja a saida transformar o brasil numa grande fazenda, como fomos no periodo de colonia e imperio….

  29. 52 Mauricio 28/08/2012 15:10

    E você acha isso bom?

    Falando sério, se eu fosse uma autoridade monetária, estaria me preparando para sobretaxar tudo o que vem de lá. E preparando uma reordenação fiscal do mercado interno de forma a baratear nossos custos.

    Não adianta crescermos baseado na venda de commodities, ou na resiliência da classe média em consumir. Muito menos com um setor de serviços forte. Isso não cria base sustentável!

    Como disse antes e continuo afirmando, estamos parecendo um bonde sem freios, descendo uma ladeira onde tem uma curva fechada, do outro lado, o abismo…

    • Mauricio 28/08/2012 16:31

      Porém continuamos com um problema que você descreve muito bem em sua resposta ao comentário do Luis Albert.
      O problema da defasagem na nossa capacidade de produzir commodities e no de produzir bens é muito grande.
      Hoje somos mais compradores do que exportadores, um dia o dinheiro acaba e como é que fica? Na realidade acaba o emprego e ai a tal da classe média para de comprar.
      Estamos construindo o pais para quem Gallo?
      Com certeza não é para a próxima geração. Esta irá pagar um preço muito amargo por essa imprudência. Nós não estamos crescendo, estamos sendo arrastados no vácuo da China.

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 16:40

      para nossos filhos…. vao ser tudo fazendeiro ou engenheiro agronomo ou de minas…. ou trabalharao no setor que mais cresce: serviços….

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 15:54

      nao acho nem bom, nem ruim… eh a realidade como ela eh. eh bom pra alguns e ruim para outros, como tudo em economia….

  30. 51 Doug_SP 28/08/2012 13:30

    É a ponta do iceberg. Vem chumbo grosso por ai, e a quebradeira aqui vai ser violenta.

    Olha a reportagem sobre os estoques lá:

    http://economia.ig.com.br/criseeconomica/2012-08-24/china-e-sufocada-por-estoques-de-mercadorias.html

    • Doug_SP 28/08/2012 15:14

      Pois é Ricardo. Por essas e outras que fico batendo na tecla de aumentar o dolar. Particularmente não levo vantagem nenhuma nisso, trabalho em uma empresa de consultoria, sou empregado. Alias deixarei de ir viajar para o exterior, provavelmente meu proximo destino sejam os Lençois Maranhenses, que ainda não conheço.
      Mas ate mesmo pelo o que vejo nas empresas a que tenho acesso é que na minha modestissima opinião não tem saida, o governo vai ter de elevar esse patamar do dolar. Se não for agora terá de fazer mais tarde durante o primeiro trimestre/2013, mas quanto mais adiar pior será porque o impacto vai vir em uma paulada só.
      Agora seria o momento ideal para começar a subir gradualmente, pois pelo o que estamos vendo os preços dos importados estão caindo em $Dolar, então o impacto na inflação será menor.
      É a unica saida a curto prazo, ja que investimento em infra-estrurura e reforma fiscal, com boa vontade, só virão a medio e longo prazo. Não adianta ficar jogando credito baixo na praça, só está servido para aliviar um pouco o nó da forca que esta no pescoço das empresas.

      Cavamos esse buraco e agora é sinuca de bico meu amigo, e a cada trimestre que passa o espaço de manobra é menor.

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 15:54

      dr, aumentar o custo dos produtos consumidos aqui nao mudarah nossa vida. soh trara inflacao… reduzirah poder aquisitivo das familias… precos caindo em dolar??? ja viu o que aconteceu com preco da soja e milho recentemente? nosso deficit em conta é minusculo ( 2 pct do pib)….

      nao adianta desvalorizar dolar pois ai deficit cai e deixamos de importar poupanca externa…ja postei sobre isto… mas as pessoas teimam em nao ver como a contabilidade nacional funciona….veja como eh:

      a. se voce desvalorizar dolar nosso deficit externo cai e portanto paramos de importar poupanca interna..
      b. como nosso investimento precisa aumentar, precisamos de poupanca
      c. como nao importaremos poupanca externa, precisaremos aumentar poupanca interna, ou seja, diminuir gasto do governo ou das familias….
      d. se acabarmos com deficit externo, todo fluxo que recebermos de capital do exterior serah reexportado ao exterior pelo bc, ou seja, serah jogado fora!!! da pouipanca interna que recebemos o montante que DE FATO aproveitamos eh aquela que corresponde ao deficit em conta corrente. pais que tem deficit externa importa poupanca para financiar investimento interno. pais que tem superavit , expoprta poupanca e financia investimento dos outros….

      nao tem jeito!!!

      eh assim que as contas publicas funcionam. eh aritmetica. esta historia de cambio barato eh bom eh meia verdade….. cambio barato eh bom se e somente se voce gerar excedente d e poupanca interna…..

    • João 28/08/2012 16:31

      Ricardo, “diminuir gasto do governo ou das familias….”, não seria mais interessante, primeiramente o próprio governo diminuir o défict público, que triplicou após a gestão do PT e poderá chegar a R$2 trilhões, ainda em 2012?.
      Concordas que as “famílias” são somente marionetes na propaganda do consumo, estimuladas por este mesmo governo a consumir através das propagandas de “Quedas de IPIs, 60x, etc?
      Não seria melhor o Governo conter os gastos, ou pelo menos investir em infraestrutura em vez de estimular consumo?

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 16:38

      sim. diminuindo o gasto do governo o deficit publico seria reduzido….. porem sao opcoes de politica economica. por exemplo, um governo diferente poderia optar por reduzir consumo das familias e expandir gastos do governo com investimentos.

    • Ricardo Gallo 28/08/2012 14:20

      é…. feio.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.