Publicidade

domingo, 29 de junho de 2014 Brasil, Investimentos, Livros e publicações, Politica Economica | 02:13

Samuel Pessoa comenta sobre a falta de poupança e seus (d)efeitos

Compartilhe: Twitter

Há anos venho insistindo nesta tecla: a falta de poupança impede um aumento sustentável da taxa de investimento. E, quando atingimos os limites de capacidade no fator de produção trabalho (desemprego no seu limite inferior, ou seja, pleno emprego), isto emperra o crescimento.

Como não sou economista, recomendo a leitura de dois artigos do excelente economista Samuel Pessoa na Folha que abordam exatamente este problema:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/samuelpessoa/2014/06/1470574-o-problema-da-baixa-poupanca.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/samuelpessoa/2014/06/1474151-crescimento-e-poupanca.shtml

Minha bicada: Concordo. 110%. Sem endereçar esta questão, seja quem for o próximo presidente, estamos condenados a um crescimento econômico muito baixo, que colocará em risco todas as conquistas sociais e econômicas dos últimos 20 anos. Ficaremos cada vez mais para trás na corrida com nossos pares BRICS.  A ideia que crescimento econômico não traz felicidade pode funcionar na Suécia, Suíça, Austrália, Alemanha, EUA, ou seja, em países onde a renda per  capita é vária vezes superior a nossa, como mostra a tabela abaixo. Quando chegarmos lá valerá a pena refletir sobre esta ” importante questão existencial”  do capitalismo, porém, até lá, precisamos trabalhar mais e ganhar mais.

pibpercapitar$

Autor: Tags:

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.