Publicidade

segunda-feira, 16 de março de 2015 Câmbio, Crise Brasileira, Heróis do Mercado, Politica Economica | 12:59

Liberais 2 X 1 Desenvolvimentistas, de virada. Cadê o PT?

Compartilhe: Twitter

O excelente economista Edward Amadeo da Gávea Investimentos em artigo recente coloca com enorme precisão as diferenças entre os chamados Liberais e os chamados desenvolvimentistas. Veja no link abaixo:

Neoliberais e nacional desenvolvimentistas

Creio que após o fiasco do experimento desenvolvimentista, tentado com vigor pelo então Ministro Mantega nos últimos 4 anos cujas consequências hoje começamos a sentir na pele,  indicam que o chamado caminho Neoliberal não era tão equivocado assim.  Vamos ver agora o custo que iremos ter que pagar para corrigir estes equívocos do então Ministro, que trazem hoje tantos problemas para nossa Presidenta.

Contudo, o que me deixa preocupado, é que o PT não se manifesta em apoio às medidas da Presidenta eleita pelo próprio Partido, apesar do Ministro Rossetto ter afirmado a importância do ajuste fiscal no seu pronunciamento de ontem à noite, em resposta direta aos manifestantes da sexta-feira que criticaram o ajuste fiscal na passeada patrocinada pela CUT e pelo MST.

Veja o pronunciamento do Ministro:

https://www.youtube.com/watch?v=ngbYpZi6Dus&noredirect=1

O Ministro disse claramente que:

  • a economia em 2014 cresceu menos do que esperavam ( ou seja, estímulo fiscal contracíclico do Guido não funcionou!);
  • as medidas fiscais anunciadas pelo Governo são importantes e necessárias para arrumar as contas públicas ( que portanto estão desarrumadas, apesar do Guido ter dito o contrário)
  • e que precisamos de tal ajuste para manter as conquistas sociais!!

Enfim, o Planalto aos poucos reconhece os problemas, o que já é um baita progresso. Mas sem o apoio do PT o ajuste não vai sair do papel e aí iremos ter nossa nota de crédito rebaixada e a crise se aprofundará.

Vejam a declaração do Ministro Levy, endereçada ao PT:

Se a gente tiver coragem, não vai ser difícil’, diz Levy sobre ajustes

Diante do cenário do enfraquecimento da economia, que tem levado o governo a fazer um ajuste fiscal e enfrentar resistência no Congresso, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse que as medidas anunciadas nada mais são que uma adaptação a uma nova situação e que se houver coragem, “não vai ser difícil” executá-las.

[Medidas anteriores de estímulo] São claramente insustentáveis do ponto de vista fiscal. Qualquer pessoa que pegasse um armazém, pensaria assim. Enquanto está tudo bem, contrata, expande, rearruma a casa para voltar a crescer”, disse Levy, durante encontro nesta segunda-feira (16), na Associação Comercial de São Paulo (ACSP). “Todos que têm sucesso são muito cuidadosos com a dívida. Não muda muito do que estamos fazendo. A presidente [Dilma Rouseff] está absolutamente tranquila”, afirmou.

 

Ps: vocês se lembram da frase do então Ministro Guido Mantega em 2014 de quem apostar no dólar vai quebrar a cara? De outubro até agora dólar subiu 33%:

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/10/1534636-vai-quebrar-a-cara-quem-apostar-na-alta-do-dolar-diz-mantega.shtml

E vale a pena ler o resto da entrevista. Parece que foi escrita há 5 anos ou se trata de um outro país. Ela mostra bem do que escapamos.

Boas férias, Ministro! Os alunos da GV certamente irão apreciar sua volta.

 

download (2)

 

 

 

 

 

Autor: Tags:

7 comentários | Comentar

  1. 57 JP 23/03/2015 22:09

    Gallo, voce concorda com as afirmações de Paul Krugman a respeito da Inglaterra no seguinte post ? “http://www1.folha.uol.com.br/colunas/paulkrugman/2015/03/1606835-a-ilha-da-ilusao.shtml” O que ele diria sobre o Brasil neste momento ? A nossa situação é diferente devido inflação, etc ….

    • Ricardo Gallo 23/03/2015 23:27

      o que ele diria eu não sei.

      mas como nao imprimimos euros , nossa moeda não é aceita em nenhum lugar do mundo, precisamos pagar 13 pct pra levantar dinheiro, o bundesbank não é nosso sócio no bc, nossa inflação eh de 8 pct ao ano, nosso déficit nominal eh de 6 pct do pib, temos déficit externo de 4 pct do pib que é financiado em dolares e nao emreais etc

      ou seja situação na Europa nao se aplica aqui. infelizmente.

  2. 56 ezequiel alves 19/03/2015 12:54

    Nunca houve tantas explicações negativa e extremista sobre a economia, como se outros países não tivesse sofrido isso antes e como não existisse um país onde cresci e outros vivesse crescido ou vivido antes. O começo, o quando eu ouvia falar o Brasil estava tendo problemas econômicos foi no começo do 1° mandato da Dilma no tempo que havia prosperidade econômica(por isso que ela ganhou a eleição) nessa hora nunca ouvi falar de qualquer problema econômico de qualquer natureza no Brasil nos jornais até o Brasil foi aceito nas olimpíadas e na copa de 2016 e 2014! Era até cotado como nova potência mundial. Só ouvi falar de problemas econômicos quando houve uma grande campanha nos jornais na imprensa televisiva com especialistas e professores de economia que dizia que os juros devia baixar para as pessoas poder investir criticando o governo por ter os juros mais alto doo mundo. Praticamente a moda da vez era abaixar os juros para melhorar o Brasil. Nesse tempo pra cá eu nunca ouvi falar de problemas econômicos de qualquer natureza, talvez eu não estudava noticiarios de economia naquele tempo, mas nos noticiários era sempre a nova potência em ascensão. Até que o governo resolve abaixar os juros e todo mundo fica feliz, mas só aí a inflação começa a subir, o primeiro problema econômico relatado pela imprensa desde 2008 e todos os especialistas em economia sumiram ou meio que desviou do assunto, inflação impulsionada pelo preço do tomate. Ma aí as milhares de explicaçoes começa a surgir sobre o porque da crise econômica que são milhões e mihoes de explicações. Como se o redução da taxa SELIC e o aumento do preço do tomate fosse algo quase sem importância. Pos só se ouviu falar de problemas econômicos nessa parte. Vou listar alguns, preço da gasolina controlado, ônibus, divida publica, excesso de gastos públicos, juros subsidiados, preço da energia, cara o Brasil o saiu do céu para o inferno em pouquíssimo tempo contrariando a ideia de que a empresa é grande demais pra falir. E hoje temos inflação alta, energia cara que tenho certeza que não é só por falta de chuva, crescimento baixo divida publica alta e investidores saindo do Brasil. E o ajuste fiscal violento de curto prazo sobre a promessa de daqui a um ano o Brasil volte aa crescer no longo prazo. A pergunta é essa, com a inflação se aproximando de 10% com as contas de energia e combustíveis altos e sem subsídios do mesmos do governo, com a indústria estagnaga, que espaço qualquer o governo vai ter pra melhorar a economia? Abaixando os juros e piorando a inflação?

    • Ricardo Gallo 19/03/2015 15:24

      sao questoes legitimas. vão no cerne da questão. para melhorar, precisa reverter expectativas que, como voce mencionou, nunca estiveram tao pessimistas…precisa para reverter este quadro de forma:

      a. que resolva embroglio do balanco da petrobras e suas situacao financeira.
      b. que pacote fiscal seja aprovado no congresso e resultados fiscais mostrem melhora.
      c. que inflacao corrente comece a cair…

      pelo visto vai demorar…

      PS: concordo 100% com teu comentario

  3. 55 luiz 18/03/2015 18:49

    Prezado Ricardo

    Concordo com a sua analise, só não concordo com a dose do remedio, JUROS!!, nós já temos a maior tx de juros do mundo ou no top 5 há mais de 20 anos!! , veja o q pagamos de juros é um ABSURDO!!, não sobra $$$ para absolutamente nada, temos q economizar para pagarmos JUROS!!, fora a gastança do governo, na qual vc tem toda razão nas suas postagens.

    Hj ouvi uma entrevista do FHC na Jovem Pan, onde ele disse com todas as letras q o maior erro do governo dele foi ter segurado o dolar em 1997 e ai teve q fazer uma maxi em 1999 o q com todo respeito fudeu tudo!!, e hj estamos vivendo a mesma experiencia o dolar em 01 ano se valorizou mais de 40%, fora toda complicação politica atual ….não aprendemos absolutamente nada!!!

    • xg 19/03/2015 14:18

      O Remédio da Política monetária, os juros é usado porque é o jeito. é usado por conta das cagadas que o governo fez com a política fiscal. Pra descer a taxa de juros é gastar menos e acumular poupança.

      se você é contra taxa de juros alto, então defenda arduamente acabar com as gastanças absurdas e diminuir a emissão de títulos.

    • Ricardo Gallo 19/03/2015 15:21

      concordo 100%.

    • Ricardo Gallo 19/03/2015 11:48

      ok, mas insisto :

      se você olhar pela ótica adotada pela grande maioria dos bc’s do mundo ( OCDE members) , dado que nossa inflação andou sistematicamente acima do centro da meta nos ultimos 4 anos, o BC, dadas as condições prevalecentes de demanda & oferta ( incluindo gasto & investimento público), não pode ser acusado de ter praticado os juros acima dos necessários, pois:

      a. desemprego até 6 meses só caiu….
      b. inflação não ficou abaixo do centro da meta nem 5% do tempo desde 2012.

      Ou seja, se BC errou na dose, foi para menos.

      Juros são um sintoma, não um problema. E por falar em juros FHC foi bem mais pagador que Dilma… Ou seja, não acho que devemos criticar a febre, mas sim atacar a doença: gasto publico, tributação e tamanho do estado excessivos.

      Quanto ao cambio, se BC tivesse deixado dólar subir no passado, a inflação teria superado a meta, o que teria forçado BC subir ainda mais os juros…. se voce quer manter inflação na meda, mas tem desequilíbrio entre oferta e demanda, ou corte gasto publico ou sobe juro. Nao existe outra formula.

      Se ficarmos aqui reclamando dos juros e não encararmos a causa principal dos juros elevados, não iremos nunca resolver o problema.

  4. 54 Luiz 17/03/2015 20:38

    Para mim, o grande erro do ministro Mantega foi ter mantido o Real super valorizado, se eles tivessem deixado o Real se desvalorizar , com certeza hj a situação seria outra, e novamente a historia se repete!!!!

    O q não dá para entender é ver o novo ministro falar q a desoneração da folha estimada em R$ 25 bi, foi uma “brincadeira”, então o q dizer dos R$ 300 bilhões q o governo pagará somente de juros esse ano e nós pessoas juridicas + as fisicas pagarão a quantia modica de mais uns R$ 370 BILHõES somente em juros!!, com certeza é a maior transferencia de renda de uma sociedade num unico ano na historia do capitalismo para o sistema financeiro e isso ninguem comenta, alias só sabem falar em aumentar mais ainda a tx basica de juros!!

    Se compararmos esses valores com os do mensalão , petrolão ,e tantos outros q virão por ai, não chegará nem a um decimo de microns do q já pagamos somente de juros, e lendo hj após o Sr Levy fazer uma palestra para a turma da banca, foi aplaudido de pé!!

    Até quando???

    • XG 18/03/2015 19:48

      Um artigo bom, fala alguns fatos do setor bancario. não é aqueles artigos que manda abolir o estado, analisa fatos, dados , leis, estrutura que poucos sabem e da pra sacar um pouco a ligação Governos – Bancos e etc.

      http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1387

    • XG 18/03/2015 19:45

      Luiz, vamos ver por outra ótica

      Nós vamos pagar nessa brincadeira de juros da divida, pq o governo GASTA MAIS DO QUE ARRECADA, o que força esse Grande Sujeito pedir dinheiro emprestado aos bancos para “sobreviver”, isso sim é brincadeira ou palhaçada com nosso dinheiro.

      Se o governo fosse mais responsável, se metesse menos da economia, parasse de zoar com nosso dinheiro, gastasse menos, não teria que usar da política monetária(tx de juros) pra segurar a inflação…Ou seja as merd@ do fiscal sempre recai no monetário e lasca todo mundo. Em outras palavras, não estaríamos vendo esse repasse absurdo ao mercado financeiro, O MESMO que o próprio governo pega dinheiro emprestado com emissão de títulos.

    • Ricardo Gallo 18/03/2015 12:39

      desculpe, mas o cambio valorizado foi um erro ou consequência inevitável de outros erros???

      vehja algumas besteiras feitas:

      a. contas fiscais & superavit primário foram pro saco. gastaram demais. isto causa valorização do dolar…. economia 101
      b. com a gastança, inflação subiu. e abandonaram centro da meta. ai como vce quer que tenhamos juro baixo??? acha 8% pouco? se bc nao subir vamos para 12% ..ai 20%.. ai game over. logo, inflacao = juro alto. poe inflacao a 3% como no mexico, colombia, peru e ve pra onde vai o juro….
      c. ai destruiram sistema de mercado de alocacao de capital: com investimentos maluco da petro, subsidio no bndes, farra do imobiliario na cef e desoneracao tributaria dirigida ao consumo, tudo isto num pais que tem déficit de poupança interana?? interferiram no setor eletrico e por ai vai…

      o cambio foi só consequência de um monte de barbeiragem. se guido tivesse deixado dolar subir inflacao nao terai sido 6,5% , teria sido 10%…. vide este ano…

      se tivessem evitado as barbeiragens que mencionei, entre outras, dolar teria subido naturalmente ….

      ou seja, pelo amor de deus vamos separar causa e consequência. estes erros de diagnostico nos trouxeram ate aqui.

  5. 53 ezequiel alves 17/03/2015 14:04

    Parece que encontrei uma contradição nos ajustes fiscais propostos. No caso do corte nos tributos das empresas de 25 a 30 bi pra incentivar o emprego. No caso o Levy propos o aumento desse tributo não sei se é folha de pagamento porque está causando prejuízo pro governo e é totalmente inútil essa renúncia fiscal. A contradição é essa, como o governo teve prejuízo na arrecadação se o governo sempe teve rercodes e mais rercodes de arrecadação?

    • Ricardo Gallo 17/03/2015 16:57

      teve prejuízo pois desonerou bastante os tributos e aumentou despesa mais rapido do que receita…. record de despesa foi maior do que o de receita…

  6. 52 ezequiel alves 17/03/2015 13:43

    Bem realmente não é boa idéia privatizar nesse momento a Petrobras mas com certeza nem o governo e nem o partido ou político algum devia defender, levantar qualquer bandeira nem mesmo comentar sobre a petrobras ou trata-la como estatal, pois da pra ver que qualquer envolvimento político deixa mais acabada aínda . Os únicos que devia se pronunciar em defesa d a Petrobras são somente e unicamente as pessoas que trabalham lá só o pessoal de la devia decidir qual o destino da empresa e o governo indiferente e calado só recebendo ou pagando as contas de lá com o nosso dinheiro.

    • Ricardo Gallo 17/03/2015 17:02

      o pessoal que trabalha la??? honestamente, você tem certeza que não tem mais ladrão la dentro? acha que foram só os 6 funcionários apontados ate agora que roubaram? e os outros funcionários? Nao viriam a robalheira? Ou viram e ficaram quietos? Por que não denunciaram?

      99% das pessoas da petro sao honestas, no minimo..…. porem nao sabemos quem sao estes 1%…. e acho que estes 1% ainda estao por lá…. tem que fazer uma investigação bem profunda para tirar os culpados do roubo e aqueles que viram o roubo, mas se omitiram e não denunciaram o roubo.

      ai sim.

      ate lá nao da para confiar nao.

      se a empresa fosse sua, voce nao faria assim???

  7. 51 Veroz 16/03/2015 15:55

    Queremos Podcast do #GalloEconomics ou participação em rádios!

    • Veroz 20/03/2015 10:45

      Aceitamos palestras também, aulas hahahahah . Ensina mil vezes mais do que qualquer economista aí, tem uns que se salvam , mas uma boa parte tem uma didática terrível.

    • Ricardo Gallo 20/03/2015 13:10

      ai to dentro. dei aula dois anos qdo me formei: contabilidade e finanças…. cobro pouco…hehehe

      ps: e nao tem fies….

    • Ricardo Gallo 16/03/2015 16:04

      hahahaha!! to no twitter… já é uma evoluçao… hahahaha

      podcast…. preciso me modernizar…

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.