Publicidade

quinta-feira, 17 de setembro de 2015 Crise Brasileira, Empresas, Investimentos, utilidade | 13:36

Dica aos empresários

Compartilhe: Twitter

Senhores, prudência, canja de galinha e dinheiro no bolso não fazem mal a ninguém:

http://bicadasdogallo.blogspot.com.br/2015/09/cenario-de-credito-se-deteriora.html

Sábio Ben Jor:

https://www.youtube.com/watch?v=tEr3wXosvnI

 

benjor

 

Autor: Tags:

2 comentários | Comentar

  1. 52 Alexander Mattos 19/09/2015 21:52

    Prezado Ricardo,

    Gostaria de parabenizá-lo pelo excelente trabalho na sua coluna, com análises ricas e bastante detalhadas, algo bastante raro na internet.

    Sobre o problema na economia, entendo ser muito grave, mas acredito que no médio prazo as exportações e o consumo interno irão fazer a diferença, e dar uma nova respirada ao governo. Embora sei que novamente a situação irá se repetir caso não sejam feitas mudanças profundas na economia, com redução de juros e no gasto público.

    Gostaria de saber a sua opinião sobre qual medida seria mais eficaz: Um ajuste clássico, com juros altos e restrição ao crédito e no gasto público, ou uma guinada desenvolvimentista, com ampliação do crédito, do investimento e redução de juros, aliada a redução do gasto de custeio?

    • Ricardo Gallo 20/09/2015 2:12

      Precisamos colocar um limite para gasto público na constituição

      precisamos recuperar credibilidade fiscal

      Precisamos reduzir balanço do bc e BNDES gradualmente

      Precisamos reduzir meta de inflação para 4 e adotar medida de núcleo e reduzir margem de flutuação

      Dar mandatos a diretoria do bc e autonomia

      Criar autoridade fiscal independente

      É precisamos reformar previdência, privatizações e reforma trabalhista

      Enfim muita coisa

      Obrigado!

  2. 51 Alexander 19/09/2015 21:22

    Prezado Ricardo Gallo, gostaria de parabeniza-lo por suas análises e opiniões, que considero uma das mais completas da internet brasileira.
    Sobre a situação apontada, creio que o governo disparou a contagem regressiva para o caos, e não tem a mínima capacidade de desarmar esta bomba.
    Mas acredito que a nossa economia é bastante robusta e em algum momento as exportações e o consumo interno irão dar um pouco de ar ao governo.
    Mas se não fizermos algo, fatalmente a situação irá se repetir e cada vez mais intensamente, até que se torne irreversível.
    Mas qual sua opinião? O que seria mais eficaz? Uma estratégia desenvolvimentista, com expansão do crédito e redução de juros ou um ajuste fiscal clássico?

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.